Embaixada assume defesa de corintianos e apela contra prisão temporária na Bolívia

Embaixada assume defesa de corintianos e apela contra prisão temporária na Bolívia

Embaixada assume defesa de corintianos e apela contra prisão temporária na Bolívia

Embaixada assume defesa de corintianos e apela contra prisão temporária na Bolívia

Por Vinicius Konchinski
Do UOL, no Rio de Janeiro


A embaixada do Brasil na Bolívia assumiu oficialmente nesta segunda-feira a defesa dos 12 corintianos suspeitos de matar Kevin Douglas Beltran Espada, de 14 anos. No final desta manhã, o advogado da representação brasileira apresentou à Justiça boliviana um recurso para tentar livrar os torcedores da prisão temporária decretada na sexta-feira.

De acordo com o ministro conselheiro da embaixada, Eduardo Saboia, o pedido está baseado em 'irregularidades e contradições? existentes no indiciamento dos brasileiros e na decisão judicial que os mandou ao presídio San Pedro, na cidade de Oruro. Saboia disse que falhas nos procedimentos tomados pela polícia da Bolívia poderiam livrar os torcedores.

'Nosso advogado pediu a nulidade da imputação [indiciamento] dos torcedores após verificar várias contradições e irregularidades?, explicou um dos chefes da embaixada. 'Se a Justiça concordar com nosso argumento, não existiriam motivos para manter os brasileiros presos.?

Saboia afirmou que os elementos dessa apelação também serão apresentados à fiscal boliviana que indiciou os torcedores. A expectativa é que ela, com base nos argumentos, reveja sua posição e cancele o indiciamento dos 12 brasileiros.

Também será levado a ela informações sobre a confissão do jovem brasileiro que seria o suposto autor do disparo do sinalizador que matou Kevin. O garoto, que não pode ter sua identidade revelada por ser menor, se apresentou nesta segunda-feira à Justiça brasileira.

O ministro conselheiro ressaltou, porém, que a confissão é só mais um argumento para a libertação dos brasileiros, não o único. 'Independentemente de o jovem brasileiro ser culpado ou não, não há elementos para manter os 12 corintianos presos?, afirmou.

Saboia espera que nos próximos dias a Justiça boliviana se pronuncie sobre o recurso apresentado pelo advogado da embaixada. De acordo com o ministro conselheiro, na Bolívia, cada vez mais pessoas entendem que os brasileiros são inocentes. Isso tende a ajudar.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes