Libertadores: Corinthians critica Conmebol e pede punição mais justa

Libertadores: Corinthians critica Conmebol e pede punição mais justa

Após ter recusada apelação para poder jogar com torcida, nesta quarta-feira, a diretoria do Corinthians criticou a Conmebol nesta terça e pediu uma punição mais justa. Pela sanção imposta pela entidade, o time terá que jogar todas as suas partidas em casa nesta edição da Copa Libertadores sem a presença da torcida.


A punição foi aplicada por causa da morte do jovem boliviano Kevin Douglas Beltrán Espada, de 14 anos, no jogo contra o San José, na última quarta-feira, em Oruro, na Bolívia. O garoto foi atingido por um sinalizador que partiu da torcida corintiana no Estádio Jesus Bermúdez. O clube tentou apelar da decisão nesta terça, mas não foi bem-sucedido.

'O Corinthians foi punido. Não nego, não corro', afirmou o diretor de futebol Roberto de Andrade, que pediu punição também aos demais times cujas torcidas sejam flagradas em infrações. 'Mas o regulamento é claro, o estádio inteiro estava com sinalizadores. Por que as autoridades não tomaram providências?'.

Na avaliação de Andrade, o time brasileiro foi punido por causa da morte e não em razão do sinalizador. 'Esta punição ao Corinthians foi em cima do artigo 11.2 [do Regulamento Disciplinar da Conmebol] porque foi aceso o sinalizador. Fomos punidos por uma morte e a morte foi consequência da causa. O estádio inteiro tinha sinalizador', argumentou.

'Tem que morrer alguém para ter punição? Queremos exigir que a Conmebol cumpra o regulamento. Tem que valer para todos. O San José tem que ser suspenso', cobrou o diretor de futebol corintiano, que citou outros casos de infrações na história da competição. 'Estamos sendo punidos pela consequência e não pela causa', reforçou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes
  • Super carros do Monster Jam já estão na Arena Corinthians

    Carros gigantes chegam à Arena Corinthians para evento deste sábado; veja fotos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes