Corinthians se salva, mas brasileiros na Libertadores podem sofrer com TV"s e seleção

Corinthians se salva, mas brasileiros na Libertadores podem sofrer com TV"s e seleção

Corinthians se salva, mas brasileiros na Libertadores podem sofrer com TV"s e seleção

Corinthians se salva, mas brasileiros na Libertadores podem sofrer com TV"s e seleção

Gustavo Franceschini*
Do UOL, em São Paulo

A definição das datas das oitavas de final da Copa Libertadores ainda pode dar muita dor de cabeça para os clubes brasileiros. A conjunção entre a vontade das televisões que detêm os direitos de transmissão do torneio e o amistoso entre Brasil e Chile, na próxima semana, podem desfalcar as equipes envolvidas. O único que está salvo é o Corinthians, que, por vontade da Rede Globo, jogará nos dias 1º e 8 de maio.

A questão é complicada e envolve diferentes forças do futebol sul-americano. A primeira delas é a Conmebol, organizadora da competição, que definiu que as oitavas serão espalhadas pelas três próximas semanas. As datas-bases são 24 de abril, 1º de maio e 8 de maio, todas quartas-feiras, mas as partidas também poderiam acontecer às terças ou quintas.

O problema é que ninguém quer começar a eliminatória na semana que vem. Na última quarta, os cinco clubes brasileiros envolvidos na Libertadores tiveram atletas convocados por Luiz Felipe Scolari para o amistoso contra o Chile, que acontecerá no dia 24. Quem jogar a partida de ida das oitavas na primeira data disponível, portanto, pode perder algum atleta importante para o confronto.

Ambas, porém, já manifestaram suas preferências à Conmebol. O UOL Esporte apurou que a Globo não faz questão que nenhum brasileiro atue na semana que vem, quando transmitirá o amistoso do Brasil, e só pede que o Corinthians atue nos dias 1º e 8 de maio, quando será a sua atração de futebol de quarta.

No último domingo, por exemplo, o narrador Cléber Machado deixou escapar, durante a transmissão de Linense e Corinthians, que o clube do Parque São Jorge jogaria nas semanas seguintes ao amistoso da seleção, transparecendo a opção da Globo.

A emissora carioca, dona dos direitos exclusivos na TV aberta, pode escolher uma partida por semana para colocar em sua grade. A reportagem procurou a Globo, que não se manifestou sobre o assunto até o fechamento da matéria.

A Fox Sports, por sua vez, pode exigir exclusividade de um jogo por semana na TV fechada, dividindo os demais com a Sportv. A expectativa da emissora é ter pelo menos um brasileiro, que não o Corinthians, em campo na próxima semana. Neste cenário, o clube escolhido teria de atuar sem seus convocados ou, na melhor das hipóteses, com ele desgastado.

Alexandre Pato, Ralf e Paulinho (Corinthians); Marcos Rocha, Réver e Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG); Diego Cavalieri e Jean (Fluminense); Jadson e Osvaldo (São Paulo); e Henrique (Palmeiras) poderiam desfalcar seus times na Libertadores. A única chance de isso não acontecer é a Fox Sports ceder e passar a próxima semana sem jogos de brasileiros.

No atual cenário, a única negociação que faria a emissora concordar com esse 'adiamento' envolve a Sportv. A Fox aceitaria ficar sem brasileiros na primeira data disponível caso tivesse todos os jogos da semana seguinte em caráter exclusivo na TV fechada. Essa opção deixaria o braço esportivo da Globo no sistema a cabo sem nenhuma partida envolvendo clubes do país, o que lhe seria extremamente prejudicial.

Por isso, a tendência é que um brasileiro entre mesmo em campo na próxima semana. O UOL Esporte apurou que Luiz Felipe Scolari trabalha com a hipótese de que terá de sacar um jogador da lista caso um dos clubes que disputam a Libertadores solicite, até porque não se trata de uma data Fifa, em que a liberação é compulsória.

Após a convocação, o técnico deu entrevista apenas para o site da CBF e não mencionou o fato de haver risco de um time brasileiro jogar na semana do amistoso da seleção. 'Como é uma data praticamente livre em todos os campeonatos, tive a oportunidade de convocar os 18 jogadores que entendia que era importante', disse o treinador.

O problema é que esse possível corte pode prejudicar os jogadores lembrados por ele. Contra o Chile, todos terão sua última chance de mostrar serviço antes da Copa das Confederações, principal teste para a Copa do Mundo. Em seu histórico na seleção, Felipão sempre levou muito em conta o comprometimento de seus comandados, e um pedido de dispensa pode prejudicar os atletas lembrados para os amistosos no futuro.

Por outro lado, desde que assumiu o cargo Scolari tem adotado uma postura de diálogo com os técnicos dos clubes. Na última semana, esteve em Porto Alegre no jogo do Grêmio contra o Fluminense, na quarta-feira.

Um dia depois, conversou com Dunga, no centro de treinamento do clube. Abel Braga, do Fluminense, Cuca, do Atlético-MG e Muricy Ramalho, do Santos, que não está na Libertadores, mas que trabalha Neymar, também já falaram com o treinador.

Rival do Brasil, o Chile só será convocado após a definição das chaves da Libertadores. A lista chilena será conhecida no domingo, após a rodada do campeonato local. Nela deve constar o nome de Vargas, atacante do Grêmio, que poderia então somar três desfalques caso seja o escolhido para a próxima semana.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Corinthians tem missão complicada por vaga na Libertadores

    Resultado da Copa do Brasil complica ainda mais situação do Corinthians rumo à Libertadores

    ver detalhes
  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Com Luan 'impossível', Timão deve voltar ao mercado para analisar outras opções à defesa

    Sem campeão olímpico, Corinthians monitora novas opções para zaga

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes