Emerson diz que desafeto da final de 2012 pediu para "esquecer" rixa

Emerson diz que desafeto da final de 2012 pediu para "esquecer" rixa

Emerson diz que desafeto da final de 2012 pediu para "esquecer" rixa

Emerson diz que desafeto da final de 2012 pediu para "esquecer" rixa

Gustavo Franceschini
Do UOL, em Buenos Aires (Argentina)


As imagens que rodaram o Brasil, com Emerson mordendo a mão do zagueiro Caruzzo, ficaram para trás. Na última quarta, durante o jogo que terminou 1 a 0 para o Boca, os dois desafetos se encontraram pela primeira vez desde a confusão que protagonizaram há um ano e acertaram as diferenças.

'Ele passou duas ou três vezes, falou para esquecermos o que passou. Tudo o que aconteceu no Pacaembu ficou lá. Hoje [quarta] foi um novo jogo, cada jogo tem sua história e temos de esquecer', disse Emerson, que também colocou uma pedra no assunto.

 'Ele foi bem educado desta vez. Não cuspiu, procurou falar e pediu para passarmos uma boa imagem. Eu concordei, até porque no Pacaembu não foi muito legal e temos que levar em consideração que milhares de pessoas nos assistem, crianças principalmente', disse o Sheik.

Trata-se de um fim surpreendente para quem se recorda bem de como aconteceu a confusão. No segundo jogo da decisão do ano passado, Caruzzo abusou da violência para tentar marcar Emerson, autor dos dois gols do título. No fim do jogo, quando a vitória corintiana estava quase definida, o atacante rebateu as piadas e chegou a morder a mão de seu algoz em campo.

 Na última quarta, Caruzzo ficou quase o tempo inteiro mais próximo de Guerrero, e teve poucas chances de se confrontar com Emerson. Em uma delas, porém, os dois chegaram a trocar farpas e discutiram de maneira mais áspera, mas desta vez sem grandes incidentes.

Por pouco, porém, esse reencontro não aconteceu. Caruzzo estava certo como titular do Boca até a última terça, quando sentiu uma lesão em uma das coxas. De repente, ele virou dúvida para o técnico Carlos Bianchi e só foi confirmado minutos antes do apito inicial. Sorte do time argentino, que contou com ele para parar os rivais brasileiros e sair na frente no duelo.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Romero foi bastante participativo no primeiro tempo, mas 'sumiu' na etapa final

    Sem criar chance de gol, Corinthians cai na pilha do Racing e é eliminado da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi expulso após dar solada no atleta adversário

    Fiel não perdoa, e Rodriguinho beira nota zero em eliminação do Corinthians na Argentina

    ver detalhes
  • Rodriguinho deixou El Cilindro sem conversar com a imprensa

    Rodriguinho pede desculpas ao elenco por expulsão, mas opta pelo silêncio na zona mista

    ver detalhes
  • Adauto falou com a imprensa na saída do estádio El Cilindro

    Diretor do Corinthians detona arbitragem na Argentina: 'Verdadeiros artistas'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes