Presidente do Corinthians descarta saída de Paulinho: '17 milhões de euros é muito pouco'

Presidente do Corinthians descarta saída de Paulinho: '17 milhões de euros é muito pouco'

Paulinho mancando gol pela Seleção

Paulinho mancando gol pela Seleção

O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, foi à festa da Federação Paulista e voltou a negar uma provável saída do volante Paulinho após a Copa das Confederações no próximo mês. Ele ainda voltou a considerar os valores apresentados nos últimos dias muito baixo.

'Eu não recebi nenhuma proposta, mas esse número que você está me falando, 17 milhões de euros, para mim é pouco', afirmou o dirigente.

A saída de Paulinho, principalmente, após a eliminação na Libertadores foi um dos assuntos mais comentados na conquista do Timão. Desde a última temporada, o meio-campista tem recebido sondagens da Inter de Milão. O time italiano teria oferecido 18 milhões de euros.

'Por enquanto não chegou nada para a gente de forma oficial,. A partir do momento que chegar, vamos conversar com o atleta e se for algo bom para os dois, é possível que ele vá embora', completou Edu Gaspar, gerente de futebol do Timão.

Durante a comemoração da conquista do Paulistão, o meio-campista Ralf e o treinador Tite deram indícios de que o jogador sairá do clube nos próximos meses. A novela deve se estender nas próximas semanas, especialmente durante a passagem do jogador pela Seleção Brasileira.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Carille durante vitória do Corinthians em Osasco

    Carille diz qual foi maior trunfo do Corinthians em vitória sobre Audax

    ver detalhes
  • Atacante turco marcou o único gol da partida

    Kazim marca único gol da partida e Corinthians vence o Audax pelo Paulistão

    ver detalhes
  • Veja o gol da partida Audax 0x1 Corinthians

    VÍDEO: Veja o gol da partida Audax 0x1 Corinthians

    ver detalhes
  • Cássio acabou eleito o melhor em campo diante do Osasco Audax

    Reforço brilha, outro vai mal e veterano leva título de craque da partida

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes