Pato e Douglas brilham e Corinthians goleia Flamengo em ritmo de parabéns

Pato e Douglas brilham e Corinthians goleia Flamengo em ritmo de parabéns

Pato e Douglas brilham e Corinthians goleia Flamengo em ritmo de parabéns

Pato e Douglas brilham e Corinthians goleia Flamengo em ritmo de parabéns

por Gustavo Franceschini
Do UOL, em São Paulo


Toque de Douglas, gol de Pato. 'Parabéns para você' e 'olé'. Em novo jogo inspirado, o Corinthians não teve trabalho para vencer o Flamengo por 4 a 0, com a dupla participando de todos os gols da partida. Belo presente para a torcida, que fez festa no Pacaembu no dia em que o clube completou 103 anos de idade.

A vitória leva o Corinthians aos 29 pontos, mas mantém o time na quinta colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Flamengo estaciona nos 19, segue ameaçado pela zona do rebaixamento e joga um balde de água fria em sua torcida, animada que estava depois da classificação heroica contra o Cruzeiro na última quarta, com direito a gol no finzinho.

Neste sábado, porém, o Corinthians fez festa até com os jogadores rivais. Ídolos alvinegros, Elias e Chicão foram homenageados pelo público antes do apito inicial, enquanto Felipe foi ofendido.

A torcida do Corinthians, do começo ao fim do jogo, não se importou com o fato de o time não estar no G-4. Com mais de 39 mil pessoas no estádio (36 mil pagantes), o clube atingiu seu recorde de público em toda a temporada e jogou à altura da expectativa dos torcedores.

Fiel ao 'campo', como ele mesmo costuma dizer, Tite manteve Douglas e Pato no time depois do bom jogo contra o Luverdense, na última quarta. Guerrero e Romarinho completaram o quarteto ofensivo, esse último na vaga do suspenso Danilo.

No começo, é verdade, o Corinthians penou, apesar da fragilidade defensiva que apresentava o Flamengo. Romarinho e Pato jogavam abertos e Douglas não participava muito do jogo, embora o gol de Cássio tenha sido pouco ameaçado. Era o roteiro recorrente de um time que joga por uma única bola e, por isso, às vezes é surpreendido.

Neste domingo, porém, o Corinthians da precisão foi maior que aquele que sofreu em campo há algumas rodadas. Aos 25 minutos, Guerrero achou Romarinho de cabeça. Esse, por sua vez, encontrou Douglas, que devolveu com um lindo toque de calcanhar para quebrar a marcação rival. Já dentro da área, o ponta cruzou rasteiro e Pato, debaixo do gol, se esticou para abrir o marcador.

O gol teve o melhor efeito possível para o Corinthians. Além de acordar o time alvinegro, desestabilizou o Flamengo, que piorou na marcação e tornou-se inoperante no ataque. Em uma das bobeadas dos cariocas, André Santos perdeu para Felipe, que rapidamente encontrou Douglas. O meia, no melhor estilo 'maestro', lançou Pato na ponta direita e viu, de longe, o camisa 7 driblar Felipe e bater sem ângulo, fazendo um golaço aos 35 minutos.

O estádio foi à loucura. Felipe foi xingado novamente, o aniversário foi relembrado com um 'Parabéns pra você' e o time deu olé de fato. As trocas de passes curtos com muita qualidade transformaram o que normalmente é apenas uma provocação em uma evidência de superioridade. O Flamengo, na roda, literalmente assistiu ao fim do primeiro tempo.

Com a vitória praticamente assegurada, o Corinthians voltou a se segurar na etapa final, enquanto o Flamengo se dispôs a uma última tentativa. Com Elias mais participativo, Felipe e Gil foram exigidos pelos rubro-negros e deram conta do recado. O maior perigo foi em uma falha individual, quando Edenílson foi desarmado por André Santos dentro da área e Cássio teve de salvar saindo no pé do adversário.

Quando o Corinthians parecia satisfeito com o marcador, a defesa do Flamengo permitiu que a vitória fosse ampliada. Aos 30 minutos, Edenílson cruzou e a defesa afastou. Na sobra, Pato bateu e foi travado. No segundo rebote, Romarinho apareceu sozinho, tocou para o gol vazio e garantiu o 3 a 0.

Foi a senha para Tite sacar Pato e colocar Emerson em campo. Vaiado há duas rodadas do Brasileiro, o camisa 7 fez de vez as pazes com a torcida e saiu ovacionado do gramado. E o Sheik só aumentou a intensidade do time. Aos 36 minutos, ele tentou de voleio na grande área e por pouco não fez. Dois minutos depois, recebeu outro belo passe de Douglas, invadiu a área e foi derrubado.

O pênalti premiou Guerrero, jogador alvinegro que correu mesmo quando o time descansou em campo, sempre em busca do seu gol. Na cobrança, ele não deu chances para Felipe e fechou o 4 a 0 com estilo.

Agora, o Corinthians viaja até Novo Hamburgo, no interior do Rio Grande do Sul, onde enfrenta o Inter na próxima quarta. O Flamengo, por sua vez, recebe o Vitória no Maracanã no mesmo dia.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Guilherme foi o destaque da atividade coletiva pelo segundo dia consecutivo

    Dupla volta, e Oswaldo vê time titular brilhar em treino do Corinthians; veja a escalação

    ver detalhes
  • Wagner pode reforçar o Corinthians em 2017

    Agente explica situação de Wagner e diz ter acerto contratual com Corinthians

    ver detalhes
  • Jabá sentiu dor na coxa e deixou o treino do Corinthians mais cedo

    Léo Jabá se machuca em treino do Corinthians e deixa campo com dores na coxa

    ver detalhes
  • CT Joaquim Grava ganhou novidades

    Corinthians 'aposenta' decoração do centenário e dá cara nova ao CT Joaquim Grava

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes