Corinthians tenta sair da crise com vitória sobre líder

Corinthians tenta sair da crise com vitória sobre líder

Corinthians enfrente o Cruzeiro no Pacaembu

Corinthians enfrente o Cruzeiro no Pacaembu

Foto: Reginaldo Castro/LANCE!Press

Há um ano Tite estava tão em alta que seu nome foi cotado para assumir a seleção brasileira no lugar do então criticado Mano Menezes. Mas agora é o técnico campeão mundo que vive uma encruzilhada. Para que seu fim no Corinthians não comece neste domingo contra o Cruzeiro, às 16 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro, ele precisa recolocar a equipe nos trilhos. Caso contrário, a pressão aumentará e Mano Menezes, que pediu demissão do Flamengo, vire uma opção real.

Desde que derrotou o Flamengo, cheio de ex-corintianos e ainda com Mano Menezes no comando, por 4 a 0, o Corinthians só vive de más notícias. A primeira foi a 'convocação' de Alexandre Pato, desfalcando o time por praticamente três jogos. Foi assim também com o peruano Guerrero. Esses problemas somados a suspensões e contusões fizeram com que a equipe travasse na competição.

De lá pra cá, no dia 1.º de setembro, aniversário de 103 anos do clube, as vitórias sumiram. Já são cinco jogos, quatro derrotas (três delas consecutivas) e um empate. Dois desses resultados expuseram a crise técnica: o 0 a 0 contra o lanterna Náutico e derrota por 2 a 0 para a Ponte Preta, na última quarta-feira, em Campinas. Dois tropeços contra dois os piores times do Brasileirão.

A torcida, em lua de mel desde o Mundial de Clubes da Fifa, no Japão, passou a cobrar mais vontade, empenho e foi ao CT, com anuência da diretoria, pedir explicações. Por que, afinal, o time caiu tanto de produção.

'Não tem indisciplina ou coisas do tipo. Se tivesse, a gente cortava. Por isso é que gente fica intrigado, se tivesse algo acontecendo, agiria e resolveria. É uma queda de rendimento coletiva. É isso que está acontecendo', disse o diretor de futebol Roberto de Andrade.

Com isso Tite se deu mal. Ficou com um time envelhecido, sem poder de fogo no segundo tempo, quando toma a maioria dos gols - foi assim mais uma vez contra a Ponte Preta -, e com um elenco sem peças de reposição à altura. Por isso apelou a Ibson e Maldonado.

Esses dois jogadores vão começar na reserva contra o Cruzeiro. Colocá-los em campo como titular seria arriscado. Se algo der errado, o Pacaembu, com mais de 20 mil pagantes, pode perder a paciência. Sem Guerrero, suspenso, Tite mantém a aposta em Alexandre Pato. Danilo volta à armação com Douglas. Essa deve ser a principal mudança no time em relação à equipe que perdeu em Campinas.

Tite vai tentar arrumar a defesa, que tem falhado nos últimos jogos. Não será surpresa se o Corinthians jogar para não perder. Como já fez em 2011 em um clássico contra o São Paulo (empate por 0 a 0). Dali em diante, Tite conseguiu reverter uma quadro de declínio e arrumou fôlego para buscar o título, algo agora impossível. A meta é ao menos voltar ao G4.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes