Motim! Jogadores se "rebelam" contra CBF e criam movimento contra calendário

Motim! Jogadores se "rebelam" contra CBF e criam movimento contra calendário

Alex já havia criticado publicamente a CBF

Alex já havia criticado publicamente a CBF

Rio de Janeiro, RJ, 24 (AFI) ?' Demorou, mas finalmente os jogadores de futebol do Brasil se uniram contra pelo menos um dos desmandos da CBF. Quatro dias depois da entidade anunciar o calendário de 2014, um grupo de 75 jogadores das Séries A e B do Campeonato Brasileiro divulgaram uma nota oficial repudiando o curto período de temporada e a maratona de jogos previstos para o próximo ano.


O grupo conta com jogadores de 18 dos 20 clubes do Brasileirão, com as exceções de Náutico e Vitória, além de atletas da Série B. O movimento se diz independente, ou seja, não está ligado a sindicato de jogadores algum e exige uma reunião com dirigentes para discutirem o assunto publicamente.

O motim contra o presidente José Maria Marin e seu vice Marco Polo Del Nero acontece poucos dias, após a divulgação do polêmico calendário nacional de 2014. Na sexta-feira, a CBF publicou o documento, que delineou o início dos estaduais para o dia 12 de janeiro.

Caso esta data seja respeitada, os clubes que disputam o Brasileirão terão apenas quatro dias de 'pré-temporada' até suas estreias nos estaduais. Isso porque, se forem respeitados os 30 dias de férias, os times voltariam das férias apenas no dia 8 de janeiro, já que o Brasileirão acaba em 8 de dezembro.

Reivindicações
Além da reclamação com relação à pré-temporada ?' que não existe no Brasil -, o movimento também pede uma adequação ao calendário europeu, que começa no meio de um ano e termina no meio do outro. Os jogadores também solicitam a redução de jogos no Brasil.

Recentemente, alguns jogadores se revoltaram com a 'maratona' de jogos enfrentadas no futebol brasileiro, entre eles os meias Alex, do Coritiba, e D?Alessandro, do Internacional. Além da falta de tempo para treinos, o desgaste pelo númeroi excessivo de jogos tem causado muitas lesões nos atletas. Consequentemente, o nível dos jogos é comprometido.

Eu já sabia!
O Portal FI já vinham alertando sobre os riscos de um calendário apertado como o brasileiro. Em 21 de agosto, o FI publicou um especial sobre as diferenças entre Brasil e Europa (confira a matéria completa aqui). Corinthians e Bayern de Munique-ALE são dois exemplos disso.

Em 2012, o Timão disputou nada menos que 74 jogos oficiais, entre Paulistão, Libertadores, Brasileirão e Mundial de Clubes. Já o clube alemão disputou 54 partidas na temporada 2012-2013. E isso porque foi campeão das três competições que disputou (Alemão, Copa da Alemanha e Liga dos Campeões).

E a quantidade de jogos bem inferiores à do Brasil não é um fenômeno apenas do futebol alemão. Pelo contrário. Na última temporada, Barcelona-ESP e Real Madrid-ESP fizeram 60 e 61 jogos, respectivamente. Outros clubes tradicionais, como Manchester United-ING (54 jogos), Juventus (53) e Milan (48) fizeram bem menos jogos.

Confira a nota publicada pelos jogadores:

Nós, atletas profissionais de futebol, com representantes em clubes das séries A e B do Campeonato Brasileiro, vimos, de forma oficial, demonstrar nossa preocupação com relação ao calendário de jogos divulgado na última sexta-feira (20/09) pela Confederação Brasileira de Futebol para o ano de 2014.

Devido ao curto período de preparação proposto e ao elevado número de jogos em sequência, decidimos nos reunir, de forma inédita e independente, para discutir melhorias em prol do futebol e da qualidade do espetáculo apresentado por nós a milhões de torcedores.

Queremos ser uma parte mais efetiva deste movimento que se faz extremamente necessário e, para tanto, solicitamos uma reunião com a entidade que administra o futebol brasileiro (CBF) para tratar de questões propositivas e de comum interesse.

Estamos convictos de que dar esse primeiro passo significa caminhar na direção do profissionalismo, da transparência e da busca pela excelência no futebol de alto rendimento praticado no Brasil.

Contamos com o apoio de outros atletas e convidamos todos os profissionais do futebol e apaixonados pelo esporte a se unirem a nós nesta iniciativa em benefício do futebol brasileiro.

Informaremos ao público o andamento e os resultados desta nova discussão assim que possível

Sem mais para o momento,

Alessandro (Corinthians)
Alex (Coritiba)
Alex (Internacional)
Alexandre Pato (Corinthians)
Anderson (Paraná Clube)
André Rocha (Figueirense)
Arouca (Santos)
Barcos (Grêmio)
Bolívar (Botafogo)
Cássio (Corinthians)
Ceará (Cruzeiro)
Cícero (Santos)
Corrêa (Portuguesa)
Cris (Vasco)
D'Alessandro (Internacional)
Dedé (Cruzeiro)
Deivid (Coritiba)
Dida (Grêmio)
Diego Cavalieri (Fluminense)
Douglas (Corinthians)
Edson Bastos (Ponte Preta)
Edu Dracena (Santos)
Edu Schimidt (Sem Clube)
Elano (Grêmio)
Elias (Flamengo)
Fabinho (Criciúma)
Fábio (Cruzeiro)
Fábio Santos (Corinthians)
Fabrício (São Paulo)
Fahel (Bahia)
Felipe (Fluminense)
Fernando Prass (Palmeiras)
Gilberto Silva (Atlético-MG)
Ibson (Corinthians)
Jadson (São Paulo)
Jefferson (Botafogo)
Juan (Internacional)
Júlio Baptista (Cruzeiro)
Juninho Pernambucano (Vasco)
Kleber Gladiador (Grêmio)
Lauro (Portuguesa)
Léo Moura (Flamengo)
Leonardo (Criciúma)
Lima (Portuguesa)
Lincoln (Coritiba)
Lúcio Flávio (Paraná Clube)
Luís Alberto (Atlético-PR)
Luís Fabiano (São Paulo)
Luís Ricardo (Portuguesa)
Maldonado (Corinthians)
Marcel (Criciúma)
Marcelo Lomba (Bahia)
Marco Antonio (Atlético-PR)
Moisés/Meia (Portuguesa)
Moisés/Zagueiro (Portuguesa)
Neto Baiano (Goiás)
Paulo André (Corinthians)
Paulo Baier (Atlético-PR)
Paulo Cesar (Sem Clube)
Rafael Moura (Internacional)
Rafael Sobis (Fluminense)
Roberto (Ponte Preta)
Rodrigo (Goiás)
Rogério Ceni (São Paulo)
Serginho (Criciúma)
Souza (Portuguesa)
Thiago Ribeiro (Santos)
Tinga (Cruzeiro)
Titi (Bahia)
Valdívia (Palmeiras)
Valdomiro (Portuguesa)
Victor (Atlético-MG)
Wendel (Vasco)
William (Ponte Preta)
Zé Roberto (Grêmio)

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Fábio Carille comandou Corinthians em mais uma vitória, desta vez contra o Audax

    Passadas quatro rodadas, só um time tem aproveitamento melhor que Corinthians no Paulistão-2017

    ver detalhes
  • Arena Corinthians com pouco público neste início de ano

    Sete motivos que explicam a queda do número de adimplentes do Fiel Torcedor

    ver detalhes
  • Carille durante vitória do Corinthians em Osasco

    Carille diz qual foi maior trunfo do Corinthians em vitória sobre Audax

    ver detalhes
  • Atacante turco marcou o único gol da partida

    Kazim marca único gol da partida e Corinthians vence o Audax pelo Paulistão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes