Globo propõe repensar calendário em 2015; RJ discute reduzir Estadual

Globo propõe repensar calendário em 2015; RJ discute reduzir Estadual

Globo propõe repensar calendário em 2015; RJ discute reduzir Estadual

Globo propõe repensar calendário em 2015; RJ discute reduzir Estadual

Guilherme Costa* Do UOL, em São Paulo

Um grupo de jogadores de futebol lançou na última terça-feira o Bom Senso F.C., movimento voltado a cobrar mudanças na gestão do esporte. O primeiro tema que eles estabeleceram como prioridade é o calendário da modalidade. No entanto, a iniciativa dos atletas não é um caso isolado. A Globo prometeu brigar por mudanças a partir de 2015, e o Rio de Janeiro discutirá uma redução do Estadual já no próximo ano.

No dia 12 de setembro, houve uma reunião na CBF entre Virgílio Elisio, diretor de competições da entidade, Marcelo Campos Pinto, diretor da Globo Esporte, Alfredo Sampaio, presidente em exercício da Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol), e Mustafá Contursi, mandatário do Sindicato Nacional das Associações de Futebol Profissional, entidade que representa os clubes.

No encontro, a CBF apresentou às outras partes a proposta da entidade para o calendário 2014 do futebol brasileiro ?' o modelo define o início dos Estaduais para o dia 11 de janeiro, elimina a pré-temporada e divide as férias dos jogadores entre janeiro e o período da Copa do Mundo. Houve um novo encontro no dia 17 para debater o tema.

Diante da insatisfação das entidades sobre o calendário, Campos Pinto apresentou no segundo encontro uma proposta paliativa. Ele argumentou que a temporada 2014 seria apertada por causa da Copa do Mundo, mas aventou a hipótese de uma mudança no ano seguinte.

Campos Pinto não fez uma proposta concreta, mas falou em férias de 30 dias após o término do Campeonato Brasileiro de 2014, pré-temporada estendida e início dos Estaduais apenas em fevereiro.

Parceira de transmissão, a Globo é uma das principais interessadas na distribuição do calendário do futebol brasileiro. O UOL Esporte tentou contato com Marcelo Campos Pinto, mas ele estava em reunião e não retornou as ligações.

Enquanto a Globo fala em mudança para a temporada 2015, o futebol do Rio de Janeiro cogita uma alteração já no próximo ano. A Ferj (Federação Estadual do Rio de Janeiro) fará na próxima quarta-feira uma arbitral para discutir o calendário do próximo ano.

Após discussões com o Saferj (Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), a Ferj admitiu encurtar em uma semana o Estadual da próxima temporada. Assim, o início seria jogado do dia 11 para o dia 18 de janeiro.

Para ratificar a mudança, a Ferj precisa de aval dos clubes para adaptar o modelo de disputa do Estadual. Uma possibilidade é retirar as semifinais de turnos ?' apenas o campeão de cada chave avançaria às decisões da Taça Guanabara e da Taça Rio.

O calendário é o cerne da discussão que motivou o lançamento do Bom Senso F.C. na última terça-feira. O grupo fez um manifesto assinado por 72 jogadores da primeira e da segunda divisão do Brasileirão. Eles pediram uma reunião com a CBF para discutir a a disposição das partidas da próxima temporada.

Até o momento, a CBF silencia sobre o assunto. Consultada pelo UOL Esporte, a entidade disse que não recebeu nenhum comunicado e rechaçou fazer comentários sobre o tema.

* Colaboraram Gustavo Franceschini e Paulo Passos

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Romero será um dos titulares na última partida do ano

    Libertadores, vingança e tributo: Corinthians encara Cruzeiro neste domingo

    ver detalhes
  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes