Dez clubes confirmam boicote a São Paulo e Copa SP de Futebol Júnior

Dez clubes confirmam boicote a São Paulo e Copa SP de Futebol Júnior

Lucas era do Corinthians e foi aliciado pelo São Paulo

Lucas era do Corinthians e foi aliciado pelo São Paulo

Foto: MOWA Press

'Faltam três meses para o início da 45ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, mas a competição já está fervendo. Isso porque dez clubes já confirmaram o boicote ao torneio, caso o São Paulo não seja excluído. Entre eles, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, América-MG, Atlético-MG, Cruzeiro, Coritiba, Sport e Vitória. O motivo: as acusações de aliciamento do Tricolor a jogadores da base dos rivais.

Nos últimos anos, clubes como Vasco, Ponte Preta, Coritiba, Goiás, Vitória e Portuguesa têm reclamado do assédio do Sampa a jogadores de suas bases. O time do Morumbi estaria infringindo um acordo de cavalheiros firmados pelos dirigentes, para proteger jogadores da base que não tenham contratos profissionais ?' antes dos 16 anos é proibido firmar este tipo de vínculo.

A gota d'água para a decisão dos clubes foi a última acusação feita pela Ponte Preta. Há algumas semanas, o goleiro Lucão sumiu da Macaca e começou a treinar no CT de Cotia. O jogador havia acabado de ser um dos destaques da Copa do Brasil Sub-17 e fora convocado para Seleção Brasileira da categoria.

Uma das principais promessa da Macaca, Lucão completa 16 anos em dezembro e só então poderia legalmente assinar contrato com qualquer clube. A ideia da Ponte era oferecer imediatamente um aumento do valor da ajuda de custo, que se aproximaria dos valores que seriam pagos na assinatura do primeiro contrato profissional. Em 2014, ele seria incorporado como quarto goleiro do time principal.

Embora não haja impedititivos legais contra as ações do São Paulo, os clubes contestam a parte ética. Caso a prática torna-se algo comum, a tendência é de que muitos clubes deixem de investir na revelação de jogadores, sobretudo os médios e os pequenos que não conseguem oferecer a mesma estrutura dos grandes. Assim como uma pirâmide, com uma base menor, a tendência é que a ponta do futebol também seja menor.

Lista pode aumentar

A lista de 'rebeldes', no entanto, pode ser ainda maior. Atlético-PR, Figueirense, Goiás e Ponte Preta também já cogitam a possibilidade de aderir ao movimento. Os quatro clubes também são contra as atitudes do Tricolor paulista, mas pretendem avaliar se o boicote não os afetará politicamente.

O poder de colocar a Federação Paulista de Futebol (FPF) e seu presidente, Marco Polo Del Nero, contra a parede está nas mãos de Santos e, principalmente, Corinthians. Isso porque a entidade veria a credibilidade do torneio ir por água abaixo, casos dois de seus principais filiados ficassem de fora.

O Santos, pelo menos por enquanto, tem se mostrado neutro em relação à situação. Contudo, o Timão não consegue 'engolir' até hoje o fato de ter perdido o atacante Lucas, que chegou a treinar na base alvinegra com o nome de Marcelinho. Há acusações até de que dirigentes são-paulinos teriam dado dinheiro aos pais do jogador, que foi vendido ao Paris Saint-Germain-FRA por R$ 115 milhões.

A tendência é de que o time da Vila Belmiro confirme sua participação. Outros três clubes tradicionais também já confirmaram que irão participar do torneio, independentemente da presença do Sampa: Bahia, Grêmio e Palmeiras.

Outros boicotes

O São Paulo já havia sido alvo de boicote dos clubes em dois tradicionais torneios de categorias de base: Taça BH e Copa 2 de Julho. Em ambos os casos, a atitude deu resultado, mas o clube são-paulino alegou que desistira dos torneios para focar no Paulista Sub-20.

A ausência dos principais clubes brasileiros, aliada principalmente ao boicote corintiano, seria uma desmoralização da FPF. Por enquanto, a entidade paulista e a CBF não só têm ignorado as acusações de seus filiados, como levaram recentemente a Seleção Sub-17 para treinar em Cotia.

'Estão levando a galinha para a raposa roubar', disparou o coordenador das divisões de base do Vitória, João Paulo Sampaio.

Mais da Copa SP

Torneio de base mais tradicional do Brasil, a Copa SP de Futebol Júnior já teve sua 45ª edição confirmada para iniciar em 04 de janeiro e encerramento, como de costume, no dia 25, aniversário da cidade de São Paulo. As equipes convidadas por participar do campeonato poderão inscrever atletas nascidos nos anos de 1994, 1995, 1996, 1997 e 1998.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes