Rodriguinho, do América-MG, espera contrato para ser oficializado no Corinthians

Rodriguinho, do América-MG, espera contrato para ser oficializado no Corinthians

Rodriguinho está chegando de braços abertos

Rodriguinho está chegando de braços abertos

Para superar a crise, o Corinthians deve passar a contar com um reforço que chega com gás de sobra. O meia Rodriguinho, do América-MG, confirmou ao Estado que 'falta apenas assinar o contrato' para se transferir para o clube paulista. Ele chega em meio à pior fase da equipe em 2013, pressionado pela falta de bons resultados e futebol convincente.


O meia de 25 anos garante empenho para dar continuidade à melhor fase da carreira. 'É algo que sempre esperei e tenho de agarra essa oportunidade', diz, orgulhoso de poder jogar no Corinthians.

Natural de Natal, capital do Rio Grande do Norte, Rodriguinho assistiu a uma reviravolta em sua carreira nos últimos quatro anos. Entre altos e baixos no time do ABC, o meia chegou a se licenciar temporariamente do futebol profissional em 2009 e retornar ao futsal, onde tinha começado o contato com a bola.

Desde então, reergueu-se e vem comprovando o seu bom futebol. Formado nas bases do ABC, Rodriguinho teve uma passagem de um ano e meio pelo Bragantino antes de chegar ao América-MG. Foi na equipe de Minas Gerais que o jogador se destacou, sendo cobiçado por outros grandes times brasileiros. O América foi uma equipe que me deu oportunidades e vivi uma fase maravilhosa no clube', afirma. No Corinthians, o objetivo de Rodriguinho é modesto: 'Quero demonstrar meu futebol'.

O jogador natalense foi um dos responsáveis pela campanha consistente do América-MG na Série B desse ano: a equipe ocupa a 8ª colocação, com 39 pontos. Ainda luta para tentar o acesso. Desde o início de setembro, no entanto, o meia já vinha treinando de forma separada em razão das negociações em andamento. Rodriguinho havia fechado a transferência para o Al Jaish, do Catar, mas a negociação acabou desfeita.

O meia revelou felicidade com a possibilidade de permanecer no Brasil e atuar pelo Corinthians. 'Foi muito melhor ficar aqui no País. Estou muito feliz de estar em um time com toda a torcida e história como a do Corinthians.' Sobre a fase vivida pelo alvinegro paulista, o jogador disse não temer nada. 'A pressão é normal e tenho de me acostumar com isso.'

Para um dos primeiros técnicos de Rodriguinho, o jogador tem o necessário para ser bem sucedido na equipe paulista. Ferdinando Teixeira é diretor executivo de futebol do ABC e foi técnico do meia no alvinegro potiguar quando ele era uma das principais peças da equipe.

'É um grande jogador. Se souber fazer, vai ficar rico. Tem muito jogador que não joga a metade do que ele joga e está fazendo sucesso por aí', disse.

A contratação deve ser anunciada oficialmente nos próximos dias. Rodriguinho realizou exames médicos nesta terça-feira. A negociação contou com a ajuda do banco BMG, que comprará parte dos direitos federativos do jogador: 60% do contrato pertence ao América-MG e 40% ao Capivariano de São Paulo.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Vidotto, Léo Príncipe, Bastos e Giovanni: quarteto não está nos planos em 2018

    Vetados do Paulistão e 'encostados': os nove jogadores que não devem ficar no Corinthians

    ver detalhes
  • Kazim destoou em goleada corinthiana sobre São Caetano; Neto 'pediu cabeça' do atacante

    Com até cutucada em Tite, Neto detona manutenção de Kazim como titular do Corinthians

    ver detalhes
  • Cristian recebeu homenagem do Corinthians no vestiário da Arena ao atingir 100 jogos pelo clube

    Sem clube, Cristian se despede do Corinthians: 'Sempre vou levar no coração'

    ver detalhes
  • Vital treinou como titular em primeiro esboço para quarta-feira

    Piscina para titulares e esboço com Vital para quarta: veja como foi a reapresentação do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes