Bom Senso cobra do sindicato postura contra o Náutico

Bom Senso cobra do sindicato postura contra o Náutico

Bom Senso cobra do sindicato postura contra o Náutico

Bom Senso cobra do sindicato postura contra o Náutico

Recife, PE, 29 (AFI) - O Bom Senso FC emitiu comunicado na tarde desta sexta-feira cobrando da Federação Nacional dos Atletas Profissionais (Fenapaf) uma postura perante a situação dos jogadores do Náutico. Na quinta, os atletas do clube, liderados pelo volante Martinez, denunciaram que estão sem receber salários e ameaçaram entrar em greve.


'Os jogadores recolhem todas as taxas para esta entidade, dando sustentação à mesma, mas lamentam o fato de não existir nenhum suporte oficial, técnico ou jurídico para proteger os profissionais do Náutico, expostos e ameaçados pelo presidente do clube', reclama o Bom Senso, dizendo 'estranhar o silêncio e a total falta de ação do sindicato neste momento'.

Na quinta, o capitão do Náutico, Martinez (ex-Palmeiras e Corinthians), liderou os atletas alvirrubros em entrevista coletiva e revelou a falta de pagamento de salários a atletas que estão no departamento médico do clube. Todos os jogadores do Náutico se reuniram no protesto.

'Jogadores machucavam e não recebiam. Muitos até tentavam voltar antes para pagar as contas', disse Martinez, fazendo duras críticas à diretoria. 'Vi que a presidência só culpava os jogadores, não é dessa maneira que funciona o futebol. Tivemos muitos problemas.'

O volante não quis falar em greve, mas admitiu que, se os pagamentos não forem feitos até esta sexta-feira, o grupo estudaria não entrar em campo domingo contra o Vasco. Em seguida, ainda na noite de quinta-feira, Martinez foi atacado pelo presidente do Náutico, Paulo Wanderley.

'Foram todos (os jogadores) pressionados pelo Martinez. Estavam constrangidos na entrevista, porque algumas pessoas do grupo não queriam estar lá. Quero deixar claro para a nossa torcida que o Náutico é muito maior que ex-atleta (Martinez). É um cara de pau', disse Wanderley, à ESPN Brasil.

O Bom Senso respondeu pouco depois, já quase na madrugada, e prometeu paralisar o Campeonato Brasileiro 'IMEDIATAMENTE (grafado em letras maiúsculas pelo grupo) caso exista alguma tentativa de retaliação aos atletas e o não pagamento da dívida'.

'Os jogadores estão cobrando o justo e o que é devido pelo clube. Aguardamos soluções urgentes', escreveu o grupo, criticando 'a repercussão interna e as ameaças públicas sofridas pelos profissionais'.

CRÍTICAS
Esta não é a primeira vez que o Bom Senso se coloca contra a Fenapaf. Logo que o grupo foi criado, o sindicato saiu em apoio aos jogadores, mas levou um duro golpe. 'Os integrantes do Bom Senso não reconhecem a legitimidade da Fenapaf na reunião (com a CBF, a respeito do calendário 2014). Até porque, em nota oficial datada de 19 de setembro, a própria Fenapaf afirmou que teria encerrado as negociações sobre as férias dos atletas, em atitude absolutamente descompassada com os interesses dos jogadores que, inclusive, levaram à própria criação do Bom Senso', registrou o grupo, em nota oficial emitida em 22 de outubro.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes