Corinthians terá base em Lisboa para negociar garotos

Corinthians terá base em Lisboa para negociar garotos

1.2 mil visualizações 21 comentários Comunicar erro

Corinthians terá base em Lisboa

Corinthians terá base em Lisboa

O Corinthians vai fincar pé na Europa, com um escritório em Portugal, para tentar abrir uma porta para negociar jogadores que estão estourando a idade nas categorias de base e não têm espaço no elenco principal. A ideia é emprestá-los para clubes europeus pequenos e garantir ao menos um retorno financeiro, porque a solução mais comum nesses casos vinha sendo ceder os garotos de graça para equipes do interior paulista ou de outros Estados.


A partir de janeiro, o clube manterá um escritório em Lisboa, que será tocado por um funcionário das categorias de base. Ele vai monitorar o desempenho dos atletas que estiverem jogando por lá e também observar jogadores que possam interessar ao Corinthians.

Até agora, três jogadores que têm contrato com o Corinthians foram cedidos a times portugueses até o fim da próxima temporada europeia, no meio de 2014. O zagueiro Nick, de 20 anos, e o lateral-esquerdo Paulo César, de 19 anos, estão emprestados ao Belenenses, da primeira divisão de Portugal. Já o atacante João Pedro, de 20 anos, está no Santa Clara, da segunda divisão. E outros três garotos devem seguir o mesmo rumo no início do ano que vem.

'Quase 90% dos jogadores da base ainda têm contrato mas não conseguem espaço no profissional. Há um buraco, e esse é um problema que não atinge só o Corinthians, mas a maioria dos clubes brasileiros', disse Fernando Alba, diretor das categorias de base.

LUCRO
Em geral, esses jogadores têm contrato de pelo menos mais um ano, às vezes um e meio, e recebem até R$ 10 mil por mês. Na visão do Corinthians, é mais interessante colocar esses garotos num clube modesto de Portugal do que emprestá-los, pagando os salários, a uma equipe brasileira de menor expressão.

Se uma negociação desses atletas der certo lá fora, o clube estima que poderá faturar algo entre 500 mil euros e 1 milhão de euros, mais do que suficiente para manter o escritório em Lisboa - o custo de manutenção giraria em torno de 100 mil de euros por ano.

A escolha por Portugal se deu por dois motivos. O primeiro é o idioma, o que facilita a adaptação dos garotos. O segundo é o fato de que jogadores brasileiros não são considerados estrangeiros naquele país, o que abre maiores possibilidades de mercado.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Andrés Sanchez exaltou força da estrutura montada no Corinthians há dez anos

    Andrés Sanchez manda recado à Fiel após saída de Carille: 'Vamos comprovar nossa estrutura'

    ver detalhes
  • Osmar Loss (à esq.) sucede Carille no comando técnico do Corinthians

    Osmar Loss assume Corinthians após saída de Carille; estreia acontece nesta quinta

    ver detalhes
  • Fábio Carille exibe a taça de heptacampeão brasileiro; treinador seguirá carreira na Ásia

    Fábio Carille deixa Corinthians e acerta com Al-Wehda, da Arábia Saudita

    ver detalhes
  • Carille, agora ex-Corinthians, acertou com Al-Wehda, do mundo árabe

    Corinthians divulga vídeo de agradecimento a Carille

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes