Após caso Lusa, STJD quer divulgar resultados de julgamentos em seu site

Após caso Lusa, STJD quer divulgar resultados de julgamentos em seu site

Portuguesa foi assaltada pelo STJD

Portuguesa foi assaltada pelo STJD

Rio de Janeiro, RJ, 04 (AFI) ?' A punição imposta pelo STJD à Portuguesa pela escalação de Héverton na última rodada do Campeonato Brasileiro vai ficar para a história. Nesta sexta-feira, o STJD encaminhou uma proposta para que os resultados dos seus julgamentos, tanto disciplinares como no pleno sejam divulgados em seu site oficial e aberto para todos. Se imposta, a medida não terá valor legal, apenas informativo.


A ideia surgiu após o caso envolvendo a Portuguesa no último ano. Alegando que não foi informada sobre a punição ao meia Héverton, o clube paulista se sentiu lesado com a punição de perca de quatro pontos e consequentemente o rebaixamento para a Série B do Brasileirão. A medida será uma forma de proteger o STJD de acusações de falta de informação e tornar os julgamentos mais transparentes ao público.

Apesar da transparência, a informação no site do STJD não terá valor legal, ou seja, o Tribunal se exime de qualquer culpa em caso de falta de divulgação em seu site e, por isso, os clubes continuarão a ter que estar presentes nos julgamentos para conhecer os resultados das punições.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes
  • Recuperado de lesão, Balbuena foi relacionado para o Majestoso

    Com retornos confirmados, Corinthians relaciona 21 jogadores para Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes