Mano pede fim de críticas ao Brasileirão em comparações com a Copa

Mano pede fim de críticas ao Brasileirão em comparações com a Copa

Mano pede fim de críticas ao Brasileirão em comparações com a Copa

Mano pede fim de críticas ao Brasileirão em comparações com a Copa

Coritiba e Corinthians empataram por 0 a 0 neste domingo, no Couto Pereira, e fizeram péssima partida em termos técnicos. Os goleiros pouco trabalharam, a bola ficou mais no meio de campo que nos setores ofensivos e não houve lances que chamaram atenção pela beleza. Os comentários sobre o 'jogo ruim', no entanto, não foram bem aceitos pelo técnico corintiano Mano Menezes. Após a partida, ele criticou as reclamações e pediu o fim das comparações do Brasileirão com a Copa do Mundo.

'Pessoal está pensando na Copa. Todo jogo agora é ruim. Não estamos mais jogando a Copa. Não estamos mais... A Copa reuniu os melhores jogadores, os melhores tudo do mundo. É uma preparação de quatro, oito anos. Preparação para essa competição é diferente. Nós vamos oscilar', falou o treinador.

Antes de retornar aos clubes, Mano Menezes era o treinador da seleção brasileira que estaria na Copa do Mundo. Acabou substituído por Luiz Felipe Scolari no fim de 2012, a 18 meses da competição. Por isso, fala com domínio do tema sobre a preparação para a competição e a disparidade técnica em relação ao campeonato nacional no Brasil.

No Couto Pereira, o Corinthians se viu brecado frente ao desfalque do atacante peruano Paolo Guerrero e não conseguiu criar. Jadson não encontrou para quem passar a bola e Ángel Romero e Romarinho na área não foram suficientes para reter a posse de bola e finalizar com qualidade. O Coritiba, de Celso Roth, soube travar o meio de campo do Corinthians, que conseguiu criar com mais eficiência pelas laterais.

Mano, no entanto, acredita que apesar do jogo nem tão técnico, o vencedor deveria ser o Corinthians. 'Penso que hoje, se tivesse de haver um vencedor, era o Corinthians. Coritiba teve uma chance em falta batida pelo Alex, acho que foi a única defesa que o Cássio fez no jogo. Tem que ter calma, saber entender os estágios que estão as equipes', falou.

O técnico do Corinthians ainda disse que a oscilação é normal e o fato de o time estar há dez jogos sem perder deve ser visto como ponto positivo. 'Precisa valorizar, é amadurecimento de equipe. Quando não der pra fazer os três pontos, temos que fazer um', afirmou.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Felipe, Malcom e Gil foram vendidos pelo Corinthians em 2016

    Venda de atletas e luvas da TV fazem Corinthians ter maior arrecadação da história em 2016

    ver detalhes
  • Danilo treinou com bola no campo; meia é preparado para o Brasileirão

    Danilo trabalha com bola e fica perto da volta; veja o que rolou no dia do Corinthians

    ver detalhes
  • Pablo, em ação contra o Botafogo-SP na Arena

    Pablo pede lisura em julgamento de Fagner: 'Outros merecem também'

    ver detalhes
  • Multicampeão pelo Corinthians, Elias hoje defende o Atlético-MG

    Elias revela real motivo de saída do Corinthians e diz torcer pelo clube na decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes