STJD livra Corinthians de perda de mando de campo e libera Felipe

STJD livra Corinthians de perda de mando de campo e libera Felipe

Por Meu Timão

Felipe foi punido por gesticular que o árbitro estava roubando

Felipe foi punido por gesticular que o árbitro estava roubando

O Corinthians não terá que estrear longe de casa no Campeonato Brasileiro. Na tarde desta quinta-feira, dia 11 de março, os auditores do Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva decidiram, por maioria de votos, dar provimento parcial ao recurso do clube paulista, absolvendo o clube após a perda de dois mandos de campo imposta em julgamento em primeira instância, por conta de fatos ocorridos no jogo contra o Flamengo no Brasileiro de 2009. Assim, o Corinthians terá condições de enfrentar o Atlético/PR no Pacaembu, no dia 9 de maio, pela primeira rodada da competição nacional. Quanto à multa de R$ 20 mil, ela foi reduziada para R$ 3 mil.

Além do próprio clube, o Corinthians ainda precisou defender o goleiro Felipe, também punido em primeira instância no mesmo processo. Suspenso por duas partidas após denúncias referente ao jogo contra o Rubro-negro carioca, o camisa 1 alvinegro teve a pena reformada, sendo absolvido por maioria de votos, e assim poderá estar em campo contra o Furacão.

O advogado João Zanforlin elogiou a reformulação no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e, em sua fundamentação, alegou que as penas ao goleiro e ao Corinthians eram exageradas. O procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, disse que o clube não conseguiu provar que os arremessos dos objetos não foram dos seus torcedores e manteve o pedido pela punição, já quanto ao goleiro, ele propôs uma partida de suspensão.

Os auditores debateram o processo antes de deciderem pelo futuro do clube e do goleiro. Um dos pontos discutidos foi quanto ao valor da multa aplicada ao Corinthians pelos incidentes no estádio Brinco de Ouro. No final, prevaleceu um valor mais brando e o "prejuízo" foi reduzido em R$ 17 mil.

Entenda as denúncias ao clube e ao goleiro:

O Timão foi punido duplamente pelo arremesso de um objeto no gramado do estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, quando era o mandante contra o Flamengo, e também pela invasão de campo de um torcedor, que chegou a trocar socos com o bandeirinha Alessandro Álvaro Rocha de Matos. O clube pegou uma partida por cada infração, sendo ainda multado em R$ 20 mil (duas penas de R$ 10 mil).

Os fatos foram relatados na súmula e a agremiação respondeu duas vezes ao artigo 213 (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto).

Já Felipe foi punido porque fez gesto de roubo em ralação ao árbitro Evandro Rogério Roman e ainda deixou de pular na cobrança de pênalti convertida por Léo Moura. Por conta de suas atitudes, o corintiano teve que responder por manifestação desrespeitosa e atitude antidesportiva - artigos 252 e 258 do antigo Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), respectivamente.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes