Sindicato apoia Felipe e pede sua volta ao Corinthians

O Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (SAPESP) confirmou nesta terça-feira ter sido acionado pelo goleiro Felipe, que acusou o Corinthians por assédio moral por tê-lo proibido...

O Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (SAPESP) confirmou nesta terça-feira ter sido acionado pelo goleiro Felipe, que acusou o Corinthians por assédio moral por tê-lo proibido de treinar no campo com os companheiros. A entidade declarou apoio ao jogador e solicitou sua imediata reintegração ao elenco.

Felipe está afastado do grupo de jogadores desde 22 de junho, quando manifestou interesse em se transferir para o Genoa. Este, no entanto, desistiu da contratação devido à nova lei que permite que os clubes italianos tenham apenas um jogador extracomunitário em seus elencos.

O Corinthians alega que o atleta forçou sua saída, principalmente por se despedir dos companheiros e se ausentar dos treinos antes de apresentar a proposta. Além disso, exige que os empresários de Felipe ou o clube interessado em contratá-lo pague a rescisão - ele tem vínculo até junho de 2011.

Os agentes de Felipe, então, denunciaram o Corinthians através de queixa de assédio moral ao SAPESP.

Confira a íntegra do comunicado do SAPESP:

São Paulo, 20 de julho de 2010.

Ao

SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

A/C da Presidência e/ou Departamento Jurídico

Em atenção a reclamação formulada pelo empregado LUIZ FELIPE VENTURA DOS SANTOS (conhecido como Felipe, goleiro), o Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo, vem, através da presente, notificá-los, nos seguintes termos:

Segundo relato do atleta ora representado, bem como o noticiado exaustivamente pela mídia especializada, V.Sas. vêm CONSTRANGENDO o atleta PUBLICAMENTE, diminuindo seu trabalho, determinando treinos isolados, sem qualquer preparação adequada, além da ausência de treinador específico para orientar sua função. Essas imposições são completamente incompatíveis com a posição que, hoje, o atleta ocupa perante o clube e o público.

O fato que frustrou a rescisão amigável do contrato de trabalho - há mais de 15 (quinze) dias - onde clube e atleta teriam benefícios significativos, jamais poderia ser motivo para se promover o ?castigo? que, infelizmente, foi imposto.

Vale lembrar que todo Ordenamento Jurídico Brasileiro PROIBE, de forma veemente, QUALQUER ATO DISCRIMINATÓRIO contra qualquer cidadão. Nas relações de trabalho o rigor da Lei é ainda maior.

Pelo exposto, confiando no BOM SENSO de V.Sas., e, no intuito de evitar as MEDIDAS JUDICIAIS do estilo, serve a presente para requerer a IMEDIATA REINTEGRAÇÃO do goleiro Felipe ao elenco principal, para com ele treinar e participar de todas atividades, que, em verdade, são as compatíveis com a remuneração pactuada, bem como e principalmente, se considerado o prestígio que o atleta adquiriu ao longo do Contrato de Trabalho.

Após a necessária reintegração do atleta, nos prontificamos em intermediar um possível acordo, que é a primeira intenção do goleiro Felipe.

Sem mais,

Sapesp - Sindicato do Atletas Profissionais do Estado de São Paulo



Fonte: Estadão

Sindicato apoia Felipe e pede sua volta ao Corinthians Sindicato apoia Felipe e pede sua volta ao Corinthians 0

Veja Mais:

  • Em treino na tarde desta terça, Carille definiu Corinthians que enfrenta o Cruzeiro

    Sem Cássio, Carille ensaia Corinthians para confronto com Cruzeiro

    ver detalhes
  • Cássio sentiu dores no ombro e deixou treinamento mais cedo

    Cássio deixa treino e desfalca Corinthians diante do Cruzeiro

    ver detalhes
  • Corinthians foi campeão da edição 2012 da Libertadores

    Conmebol anuncia mudanças, e Libertadores será disputada de fevereiro a novembro a partir de 2017

    ver detalhes
  • Amistoso, ainda sem previsão de data, deve ser realizado na Arena

    Calendário esfria amistoso entre Corinthians e equipe americana

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes