Corinthians quer usar intercâmbios para bancar gastos com CT da base

Corinthians quer usar intercâmbios para bancar gastos com CT da base

Andrés Sanchez deixou como último ato da sua gestão como presidente do Corinthians a assinatura de todos os contratos para a construção do futuro centro de treinamento da base do clube, localizada ao lado do CT profissional do clube, concluído com a apresentação do hotel do clube na quinta-feira. E segundo apuração do iG uma das ideias do clube para pagar as futuras despesas do complexo é abri-lo para intercâmbios com clubes e jogadores da China e de outros países emergentes.

'Vai ter alojamento para 130 atletas, numa área de 95 mil quadrados, com 10 mil de área construída. Quando estiver tudo pronto, com 24 alojamentos, vamos poder trazer atletas da China e fazer intercâmbios', disse Andrés, na quinta-feira. 'O CT é tudo. Aí sim vamos poder buscar em outros Estados, em outros países, garimpar novos valores e trazer para cá', disse o agora ex-presidente corintiano  ao iG, há uma semana.

A ideia da atual diretoria corintiana é cobrar uma quantia por cada atleta estrangeiro que chegue para treinar por um período no local destinado à base e reverter o valor arrecadado no pagamento das despesas do próprio CT. Uma das projeções do clube é a seguinte: se cada atleta que passasse a usar o CT para treinos pagasse R$ 1 mil e 60 jogadores fossem testados, o clube teria uma receita de R$ 60 mil, valor, que segundo o clube, voltaria para o próprio CT.

O Corinthians já tem uma parceria com um clube argentino, o Santa Fé Fútbol Club, fundado em 2005, e e estuda outro intercâmbio com o Glasgow Rangers, da Escócia. Dirigentes do clube britânico estiveram recentemente no Brasil para tratar desse possível intercâmbio com o Corinthians. 'Tudo isso é uma forma de internacionalizar a marca e ainda poder encontrar um atleta de qualidade que possa agregar para o Corinthians', disse o diretor de marketing, Luís Paulo Rosenberg.

Andrés Sanchez deixou o Corinthians reconhecendo que a principal falha da sua gestão foi o quase desmantelamento da base do clube, que precisou sair de Itaquera, onde está sendo construído o estádio e ir para Guarulhos, numa parceria do Corinthians com o Flamengo.

'Ela (a base) está lá improvisada em Guarulhos, mas esse ano já começamos a fazer a terraplenagem (do CT da base no Parque Ecológico) e eu espero que em um ano, ou um ano e meio no máximo, esteja pronta a estrutura para a base, que vai ser parecida ou até melhor que a do profissional. Aí sim nós vamos ter muito mais frutos na base', disse Sanchez, ao iG.

O CT da base terá quatro campos e um mini-estádio para 2 mil pessoas para receber os jogos oficiais dos times juniores, juvenis e infantis. O médico Joaquim Grava, que dá nome ao CT profissional, afirmou que o custo de todo complexo ultrapassou os R$ 40 milhões.

As informações são do repórter Bruno Winckler, do iG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Gol de Balbuena abriu o placar nesta quarta-feira

    Balbuena e Pedrinho marcam, Corinthians despacha colombianos e avança na Sul-Americana

    ver detalhes
  • Embalado sob o comando de Carille, Timão alcançou marca obtida há 80 anos

    Corinthians de Carille iguala segunda maior invencibilidade da história alvinegra

    ver detalhes
  • Romero em ação contra o Fluminense, no Maracanã

    Fora contra o Patriotas, Romero vira dúvida para o duelo com o Flamengo na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Guilherme Arana segue no Corinthians

    Clube espanhol faz oferta milionária por Arana e se torna mais um a ouvir 'não' do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes