No Corinthians, às vezes os números mentem

No Corinthians, às vezes os números mentem

Opções de qualidade não faltam para Tite montar sua linha de frente no Corinthians. Liedson e Emerson são os principais nomes de um dos ataques mais fortes do futebol brasileiro. Mais fortes, no entanto, apenas na teoria. Na prática, a história é bem diferente. Pela falta de efetividade do time para matar o jogo no empate por 1 a 1, contra o Mogi Mirim, o MARCA BRASIL fez um levantamento com base em todos os estaduais e descobriu que o ataque corintiano é um dos piores no momento.

Incluindo o Paulistão, Baiano, Amazonense, Carioca, Gauchão, Paranaense, Catarinense, Pernambucano, entre outros, o Corinthians está na 71ª colocação, pela média de gols nas últimas seis partidas (veja com detalhes no infográfico). A ineficiência do ataque tem ocasionado revolta em Tite, apesar da quatro vitórias e dois empates no estadual paulista. Dos quatro triunfos, apenas o duelo contra o Guaratinguetá (2 x 0), o Timão conseguiu vencer por mais de um gol de diferença. O sofrimento para o Timão conquistar três pontos tem sido rotineiro.

'Temos que fazer um gol e depois matar a partida. Fazer dois, três, quatro para nos deixar com tranquilidade. Não é só o ataque que não está marcando e sim o time inteiro. E isso tem nos atrapalhado', disse Fábio Santos.

Apesar do lateral tentar aliviar a barra dos homens de frente, os números não escondem: dos oito gols anotados pelo time, apenas três foram marcados pelos atacantes, dois do Emerson e um de Elton. E para piorar: artilheiro do time em 2011, Liedson vive seu maior jejum de gols no clube.

Reportagem de André Pires e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes