Tite espera clássico fervendo novamente

Tite espera clássico fervendo novamente

Desde que retornou ao Corinthians em 2010, Tite comandou o clube em cinco clássicos. São duas vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Nos confrontos decisivos, levou a melhor. Eliminou o rival nas semifinais do Paulistão do ano passado, ao vencer nos pênaltis, e conquistou o título brasileiro em cima do arquirrival. Partidas emocionantes, mas que devem ser menos acirradas do que o Dérbi de domingo, por conta da igualdade técnica do atual momento.

'Eu estava lembrando do jogo de Prudente. Palmeiras e Corinthians não tem nada de morno, nunca. Mas, às vezes, tem alguns ingredientes a mais que contam. Pelo momento dos dois, talvez sim (seja o mais acirrado). Eu estou tentando lembrar, mas pelo momento das duas equipes talvez seja sim', afirmou o técnico.

E um destes ingredientes a mais, além da disputa pela liderança, é a possibilidade do Palmeiras completar 23 jogos de invencibilidade, uma marca que igualaria a equipe de 1998, comandada pelo próprio Luiz Felipe Scolari. Por isso, o confronto tem um sabor especial para os torcedores. 'Para o torcedor é inevitável. Não adianta querer esconder. Se o Palmeiras ganhar, vai ser gozação do torcedor também na segunda-feira. Quem ganhar, vai namorar melhor', comentou.

No entanto, Tite mantém seu discurso. ' O importante é o amadurecimento da equipe, estar crescendo em cima de grandes jogos', enfatizou.

Mesmo assim, o comandante sabe que vencer o Palmeiras é um título à parte para a torcida e está fazendo um trabalho árduo para não ser surpreendido. Sua comissão técnica já estudou os jogadores adversários individualmente e as variações táticas utilizadas por Felipão na atual temporada. Tudo será apresentado ao elenco antes do clássico.

'A gama de informações que o grande clube tem a respeito das outras equipes, vocês não imaginam. Todos esses dados são passados, individualmente e depois coletivamente. O Palmeiras atua ou com dois meias e o Barcos, ou dois volantes. Você pega o vídeo e consegue montar, ficar atento, selecionar', exemplificou o técnico.

Reportagem de André Pires e Daniel Carmona

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes