Policia admite incompetência ao ver morte de palmeirense antes de clássico

Policia admite incompetência ao ver morte de palmeirense antes de clássico

Policia admite incompetência ao ver morte de palmeirense antes de clássico

Policia admite incompetência ao ver morte de palmeirense antes de clássico

' Depois do ?quebra-quebra? que aconteceu na tarde do último domingo, na avenida Inajar de Souza, entre torcedores de Palmeiras e Corinthians, e que tirou a vida de um torcedor alviverde, o cabo da Polícia Militar (PM), Adriano Lapomo, admitiu em entrevista à Rede Globo que seus homens não estavam preparados para reagir à confusão armada no local.


Segundo o integrante da corporação, eram mais de 500 torcedores para policiais dentro de apenas duas viaturas. Depois de tentar separar a briga com balas de borracha e bombas de efeito moral, a PM se viu encurrala entre as duas torcidas e procurou não reagir e apenas assistir às cenas deste triste episódio antes do jogo no Estádio do Pacaembu.

?Eles começaram a se aproximar, a PM ficou no meio das duas torcidas, mas teve uma hora em que a integridade física da gente ficou comprometida e não houve aproximação. Eles estavam usando fogos de artifícios, bombas. E a policia não teve outra saída a não ser recuar e, infelizmente, praticamente assistiu ao conflito?, disse Adriano à emissora carioca.

Após a briga, que culminou na morte de André Alves, 21 anos, a Polícia Militar recolheu diversas barras de ferro, pedaços de madeira e fogos de artifício no local. Os responsáveis pela segurança averiguaram imagens e procurarão na internet se o encontro das torcidas havia sido planejado na web.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Rina

    Ranking: 207º

    Rina 1942 comentários

    1º. por @rinatimao

    Infelismente essa é a continuacao do que fizeram com o corinthiano morto e jogado no rio quando pegaram em mais de cem pessoas três pessoas...SOU CONTRARIO A ISSO E ACHO QUE DIZER QUE não PODERIA SER EVITADO É MUITO POUCO...TALVEZ não A POLICIA MILITAR MAS A POLICIA CIVIL TEM DE INVESTIGAR ESSES CONFRONTOS QUE são ON LINE E PORTANTO SEMPRE DEIXAM RASTROS...PAZ E FIM DA INTOLERANCIA NO FUTEBOL...NENHUM TIME JOGA SEM adversários então É PRECISO QUE SE TENHA UMA CULTURA DE TOLERQANCIA E DE DESPORTISMO QUE É O VERDADEIRO MOTIVO DO ESPORTE...PAZ