Corinthians encara um 'fantasma' na Libertadores

Corinthians encara um 'fantasma' na Libertadores

Missão do Timão é quebrar escritas à frente do Timão

Missão do Timão é quebrar escritas à frente do Timão

Foto: Divulgação

Chegou a hora decisiva para o Corinthians na Taça Libertadores. O primeiro passo será o desafio das oitavas de final. De antemão, há um retrospecto contra, um tanto quanto desanimador para o torcedor. Porém, aliado à força corintiana de quebrar tabus, grande marca em sua história, tal fato pode ser revertido para uma alavanca durante a fase decisiva da competição em busca da tão sonhada taça da América. O fantasma corintiano, por incrível que pareça, é do time não se sentir ‘em casa’ diante da Fiel nos jogos de mata-mata do torneio sul-americano.

Assim como será até encontrar, ao longo dos duelos eliminatórios, um adversário melhor classificado na primeira fase, o Corinthians terá que compensar o retrospecto negativo de ser derrotado quando atua com o apoio de sua torcida.

Em 1991, 1996, 1999, 2000, 2003, 2006 e 2010 o fato assombrou o Alvinegro e acabou com as esperanças do torcedor. O Timão ainda disputou os torneios de 77, 96 e 2011. Nos dois últimos, acabou eliminado fora de casa, já na edição de estreia foi eliminado ainda na primeira fase do torneio.

'É muito relativo (esse tabu de ser eliminado em casa), vai de jogo para jogo. Tem jogador que prefere decidir fora de casa e fazer um primeiro grande jogo para ter vantagem no segundo. O importante é fazer gol fora de casa pois, no Pacaembu, podemos buscar as classificações', analisou o lateral-esquerdo Fábio Santos, dando ainda um ‘chute no fantasma’.

'Eu prefiro decidir em casa, é melhor. Acredito que, contra o Tolima-COL, se tivéssemos decidido no Pacaembu, a história poderia ser diferente', prosseguiu.

Em 91, o Timão foi eliminado no Morumbi, após um empate por 1 a 1, contra o Boca Juniors-ARG, pelo jogo de volta das oitavas de final. O primeiro confronto, no La Bombonera, foi 3 a 1 para os argentinos. Em 99 e 2000, diante de sua torcida novamente, e nos dois confrontos, o primeiro das quartas de final e o segundo da semifinal, o Corinthians acabou eliminado pelo Palmeiras.

Depois, em 2003 e 2006, contra o River Plate-ARG, os dois jogos pelas oitavas de final, o Timão caiu diante da Fiel. Por fim, o fantasma voltou a assombrar em 2010, quando foi eliminado para o Flamengo, em pleno Pacaembu, depois de ter feito a melhor campanha da primeira fase. Que agora, em 2012, a força da Fiel prevaleça contra temido retrospecto.

Reportagem André Pires e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes