Para Tite, equilíbrio emocional pode fazer a diferença

Para Tite, equilíbrio emocional pode fazer a diferença

Ninguém no Parque São Jorge consegue explicar por qual motivo o Corinthians tem tantas dificuldades em jogos da Libertadores historicamente. E, justamente por isso, o técnico Tite não quer encontrar teorias para aquilo que já faz parte do passado, mas quer fazer diferente para mudar o futuro. E baseado em suas convicções para a partida desta quarta-feira, contra o Emelec-EQU, o treinador se apoia em quatro alicerces para eliminar os equatorianos: qualidade técnica, organização, trabalho físico e o emocional.

'Nosso trabalho é focado nestes quatro fatores', avisa Tite, antes de deixar claro qual desses aspectos é o que mais lhe preocupa.

'A adrenalina já está a mil. Essa expectativa é humana, é compreensível, mas precisamos ter consciência e isso é fundamental', diz.

Fica nítido no semblante de Tite que o comandante bateu muito na tecla de que o desespero, muitas vezes prejudicial ao Corinthians nas outras participações na Libertadores, foi algo muito conversado pelo grupo nos dias que antecederam à decisão. E, por isso, o técnico quer ver em campo tudo o que fora conversado.
'Temos que estar focados também no aspecto emocional. Basta cada atleta produzir o seu normal.'

Seguindo essa linha de pensamento, o comandante alvinegro, mais do que pôr o Timão nas quartas de final da competição continental, quer também conquistar suas metas pessoais.

'Cada grupo tem a sua trajetória, a sua história. Estou na minha sétima Libertadores e tudo que for menos que a final, eu já senti o sabor. Eu quero a final e esse é meu objetivo pessoal', reitera Tite.

E, até por isso, o fator psicológico será importante.

'A equipe tem que ser melhor e tem que ser mais equilibrada emocionalmente, pois tenho certeza de que isso vai determinar o resultado e o time classificado', finaliza o comandante do time do Parque São Jorge.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel está confirmado como titular para jogo desta quarta

    Carille confirma três mudanças, e Corinthians divulga escalação na Arena Condá

    ver detalhes
  • Guilherme Arana está lesionado

    Possível nova oferta por Arana não abala diretoria do Corinthians: 'Ninguém sai até dezembro!'

    ver detalhes
  • Clayton se despediu do Corinthians em rede social

    Clayton se despede do Corinthians em rede social: 'Dever cumprido'

    ver detalhes
  • Danilo Gentili é torcedor do Corinthians declarado

    Corinthiano, Danilo Gentili usa notícia para fazer piada com 'Mundial' do Palmeiras

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 431º

    Marcos 1358 comentários

    5º. por @marcopreto

    RAÇA E GARRA, CABEÇA FRIA, E ESTAREMOS PRONTO PARA GANHAR DESSE OMELET, DE GOLEADA, VAI CORINTHIANS...

  • Foto do perfil de RAYMON

    Ranking: 71º

    Raymon 5379 comentários

    4º. por @raymon

    SEM CRITICAS DA MINHA PARTE POR HOJE. ESTOU COM SAUDADES DE VER O TIMÃO EM CAMPO.

    VAI CORINTHIANS.

  • Foto do perfil de Debora

    Ranking: 104ª

    Debora 307 comentários

    3º. por @desouza

    Concordo com você! Tá faltando uma iniciativa eficaz.. Que fará a diferença.. Tanto em contratações quanto em tática!

    Foto do perfil de Leonardo

    Leonardo 909 comentários

    09/05/2012 às 10h52 por @130n4rd0

    O problema é que o Tite sempre fala de emocional e psicológico mas nunca põe em prática, ganhamos o brasileiro na marra, não passamos do paulista e agora a Libertadores fica difícil confiar, o problema é a falta de um crack experiente que faça diferente e que seja capitão e que passe confiança para o resto do elenco, mas esse gobi é fraco não consegue contratar ninguém, em 2010 Andrés trouxe só cracks e agora quem o gobi trouxe? Ninguém e ainda fica fazendo rolo que não presta...

  • Foto do perfil de Leonardo

    Ranking: 739º

    Leonardo 909 comentários

    2º. por @130n4rd0

    O problema é que o Tite sempre fala de emocional e psicológico mas nunca põe em prática, ganhamos o brasileiro na marra, não passamos do paulista e agora a Libertadores fica difícil confiar, o problema é a falta de um crack experiente que faça diferente e que seja capitão e que passe confiança para o resto do elenco, mas esse gobi é fraco não consegue contratar ninguém, em 2010 Andrés trouxe só cracks e agora quem o gobi trouxe? Ninguém e ainda fica fazendo rolo que não presta...

  • Foto do perfil de Debora

    Ranking: 104ª

    Debora 307 comentários

    1º. por @desouza

    O nosso único problema (senão for o único, certeza que é o principal) em finais.. E principalmente em Libertadores.. é o psicológico! Frieza, controle psicológico e raça.. é sinal de taça nas mãos!