Libertadores: Tite reprova comparação com o Chelsea e nega 'antijogo'

Libertadores: Tite reprova comparação com o Chelsea e nega 'antijogo'

Embora o Corinthians tenha se classificado para a final da Copa Libertadores com uma vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, na noite da última quarta-feira, no Pacaembu, o técnico Tite não deixou de se irritar ao comentar a atuação do time corintiano, que mais uma vez passou sufoco para poder triunfar em um duelo da competição continental e seguir vivo na busca pelo inédito título para sua galeria.


O comandante deixou o tom de voz comedido que vinha adotando, na entrevista coletiva que deu nos vestiários do Pacaembu, principalmente quando comentou o fato de o Corinthians estar sendo comparado, por torcedores em redes sociais, ao Chelsea, que acaba de ser campeão europeu depois de classificações sofridas diante de Napoli, Benfica e Barcelona e um título após empate heroico contra o Bayern de Munique, superado apenas nos pênaltis na decisão.

'O Corinthians não joga igual ao Chelsea, o Corinthians não faz antijogo. O Corinthians não 'enfia a bunda lá atrás' e fica esperando pra fazer um gol achado. O Corinthians não é isso. Olha os jogos que fez e olha como construiu (os placares). Tenha um pouco de critério quem faz análise de jogo ou é muito burro para analisar e enxergar futebol. O Chelsea teve jogo que 'colocou a bunda lá atrás' e ficou jogando por uma bola. Nós botamos volume (de jogo) 45 minutos aqui (no segundo tempo diante do Vasco). Se não deu pra fazer (gols), não deu pra fazer porque o adversário tem qualidade', disse Tite, que em seguida reforçou a sua indignação com a comparação do seu time com a equipe inglesa.

'Ou coloca um óculos ou é muito burro para enxergar futebol aquele que fala dessa forma. Na vitória do Chelsea (o título da Liga dos Campeões), o futebol perdeu. E eu duvido que um time seja campeão jogando dessa maneira se fosse campeonato e não fosse Copa, onde tu faz um gol achado e depois fica com a bunda lá atrás se defendendo', completou.

E as reclamações de Tite não se restringiram apenas a este assunto envolvendo o Chelsea. Ele também exibiu indignação com a sua expulsão no segundo tempo do duelo com o Vasco, quando reclamou de forma acintosa com o árbitro Leandro Pedro Vuaden após a não marcação de uma falta.

'Independentemente de eu ter razão e eu tinha razão no lance, razão em reclamar. O Paulinho ganhou a jogada, está com a bola dominada, já foi feita a falta antes, que tirou seu equilíbrio, na sequência foi feita uma falta frontal decisiva. Deu a sequência do lance e eu falei as seguintes palavras: 'Como é que o Paulinho pode simular uma falta se está com a bola dominada na frente dele?'. Foi por isso que fui expulso. Só quero que os árbitros tenham critério, teve falta igual na beirada do campo que ele deu', reclamou Tite, para depois elogiar o árbitro do jogo ao cobrar uma postura diferente do mesmo.

'Se tivéssemos tomado um gol pelo lado esquerdo e eu não estivesse em campo, eu não ia me perdoar. Mesmo tendo sido expulso de forma errada. Ele (Vuaden) não precisa fazer isso, não precisa mostrar que é bom me expulsando. Ele é bom pela natureza dele', enfatizou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Corinthians/Audax atropelou Cerro Porteño em solo paraguaio

    Mulherada do Corinthians/Audax goleia donas da casa e se classifica para final da Libertadores

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians que se prepare: reta final do Brasileirão promete altas emoções

    Fim da rodada: Corinthians mantém vantagem, mas rivais alcançam Grêmio e embolam classificação

    ver detalhes
  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Maltos brilhou diante do Grêmio, na Arena do adversário

    Goleiro defende quatro pênaltis, Corinthians bate Grêmio e avança na Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes