Timão quer 4 mil ingressos e sonha com 'invasão' em La Bombonera

Timão quer 4 mil ingressos e sonha com 'invasão' em La Bombonera

Torcida do Corinthians deve ficar no setor destacado

Torcida do Corinthians deve ficar no setor destacado

' Se depender do desejo da diretoria do Corinthians, a Fiel vai estar bem representada na lendária La Bombonera. Os dirigentes alvinegros pretendem pedir uma carga de 4,5 mil ingressos, capacidade total do setor visitante (destacado na foto abaixo), para o primeiro jogo da final da Libertadores contra o Boca Juniors, na próxima quarta-feira, em Buenos Aires.


Para conseguir reservar o espaço, porém, os cartolas do Timão precisarão de bons argumentos. Isso porque o estádio do Boca tem capacidade aproximada de 50 mil lugares, ou seja, os 4,5 mil ingressos representariam 9% da carga total de ingressos. Já, no Pacaembu, devem ser colocados à venda 40 mil entradas, mas o setor visitante comporta apenas 2,4 mil, o que dá 6%.

Uma saída pensada pelop Timão foi liberar uma parte do tobogã para a torcida ?xeneize?. No entanto, a ideia não deve receber a aprovação da Polícia Militar, já que haveria muitas dificuldades para se dividir a entrada de corintianos e argentinos ao setor.

A definição da carga de ingressos dos visitantes também dependerá do número de entradas que serão colocadas à venda. Oficialmente, a Fifa habilita a La Bombonera para receber 49 mil pessoas. No entanto, em muitos jogos o local recebe em torno de 57 mil pessoas.

Se conseguir a carga de 4,5 mil ingressos, o Corinthians espera conseguir repetir feitos como as invasões ao Maracanã contra o Fluminense no Brasileirão de 1976 e contra o Vasco no Mundial da Fifa de 2000. Desta vez o número de alvinegros será bem menos. Contra o Flu, estima-se que quase 70 mil corintianos estiveram no Maraca. Em 2000, foram cerca de 20 mil.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes
  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes