FIFA: Chelsea não deve ter grandes mudanças, diz Di Matteo

FIFA: Chelsea não deve ter grandes mudanças, diz Di Matteo

FIFA: Chelsea não deve ter grandes mudanças, diz Di Matteo

FIFA: Chelsea não deve ter grandes mudanças, diz Di Matteo

Em março, Roberto Di Matteo assumiu interinamente o Chelsea, mediante a saída de André Villas-Boas. Ao final da temporada, o italiano reergueu o clube, levando-o às conquistas da FA Cup e, principalmente, da Liga dos Campeões da UEFA. Em boa base, o treinador, com contrato renovado para os próximos dois anos pelo time londrino, não projeta realizar muitas mudanças para a próxima temporada dos Blues.

'Não esperaria mudanças radicais. Gostaria que nós fôssemos um bom time, que pode sempre competir e sempre na briga pelos objetivos que o clube traçou. Desta forma, não acho que haverá uma grande reformulação em como lidamos com o jogo. Novos jogadores vão ser integrados, e vamos tentar tirar o melhor deles', disse o comandante.

Em relação à equipe que bateu na decisão da Champions League o Bayern de Munique, nos pênaltis, o Chelsea perdeu sua dupla de ataque titular, formada pelos marfinenses Didier Drogba, que foi para a China, e Salomon Kalou, liberado pelo clube. Por outro lado, os meia-atacantes Marko Marin, alemnao ex-Werder Bremen, e o meia-atacante Eden Hazard, francês ex-Lille, já foram contratados.

O brasileiro Hulk, do FC Porto e da Seleção, pode ser o próximo a desembarcar em Londres. Com as novas peças, Di Matteo sabe que irá se esperar muito do Chelsea, uma vez que a equipe é a atual campeã europeia, e precisa se recuperar da fraca liga nacional realizada na última temporada.

Com o título continental, o Chelsea também irá disputar no final do ano a Copa do Mundo de Clubes da FIFA. Na competição, o time poderá enfrentar o Corinthians, que levantou a taça da Libertadores nessa quarta-feira, após bater o Boca Juniors no Pacaembu.

'Certamente temos que buscar algo melhor no Campeonato Inglês, pois ficamos 25 pontos atrás dos líderes, então este será um trabalho duro. Meu trabalho é fazê-los se sentirem confiantes e que eles coloquem seus talentos em serviço do clube, para que possamos vencer mais jogos', completou.

Fonte: FIFA

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes