Tufão do Corinthians ganha chance que queria

Tufão do Corinthians ganha chance que queria

Mais que a atuação do Corinthians, o torcedor e, sobretudo, Tite terão olhos voltados para um jogador em especial, nesta quarta-feira, contra o Flamengo. A venda de Alex para o Al Gharafa, do Catar, deu a Douglas, enfim, a chance que sempre cobrou: sequência maior de jogos no time titular. É bom, porém, o experiente meia - apelidado de Tufão pelos companheiros de clube pela semelhança física com o personagem da novela ‘Avenida Brasil’, da Rede Globo - se mexer para agarrar, de vez, as oportunidades, já que a desconfiança da Fiel, e até mesmo do técnico corintiano, rondam seu futebol desde que retornou ao clube.

'Tem que ter cuidado, porque todo atleta sempre gostaria de ter uma sequência. O atleta não cobra, tem que buscar nos treinos sua melhor condição. Às vezes tem a oportunidade de jogar por 15 minutos, às vezes participa de um jogo inteiro. Mas tem de estar sempre mostrando. E agora vai ter condição disso', explica Tite, que mandou um recado, de forma indireta, para o meia, que pediu uma sequência maior no time.

'Ele está na condição física, mas carece um pouco. Não gosto que falem ‘estou sem ritmo.’ Faz ritmo de treino como se fosse um jogo que não terá problemas. Mas vai ter a condição de entrar em uma equipe entrosada e com tempo para se adaptar', emenda o treinador, que sabe, porém, que o futebol do meia pode render mais no time titular, em contrapartida às atuações que fez com os suplentes neste Brasileiro (nove vezes, cinco como titular e quatro entrando no decorrer do jogo).
'Entrar em um equipe mais entrosada dá mais qualidade.'

A comissão técnica entende que o camisa 15 precisa do mesmo tempo de adaptação que Danilo passou no Timão, até se enquadrar ao estilo de jogo de Tite. A entrada dele, na vaga de Alex, sobretudo, mudará o esquema de jogo, como explicou o treinador.

'A movimentação diminui (com a entrada de Douglas no lugar de Alex). Mas vamos ver como o campo se mostra. O Alex era mais construtor e infiltrador. O Douglas é armador na essência. Mas lá na Ilha do Retiro, contra o Sport (empate por 1 a 1), ele abriu e ficou flutuando com o Ramírez vindo por dentro. Pode dar liberdade para o Danilo. Mas ele é mais passador. A penúltima bola, a assistência, ele tem mais que o Alex', compara.
 

Reportagem de André Pires e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Cássio foi mais uma vez chamado por Tite

    Cássio é convocado por Tite e desfalca Corinthians em até três jogos no Brasileirão

    ver detalhes
  • Pablo segue com a situação indefinida para 2018

    Bordeaux endurece com agente de Pablo e avisa: para outro clube o valor é dobrado

    ver detalhes
  • Carille viu seu time tropeçar de novo no segundo turno do Campeonato Brasileiro

    Chances de título do Corinthians seguem caindo; matemáticos colocam arquirrival de vez na briga

    ver detalhes
  • Jô tem permanência incerta no Corinthians para 2018

    Portal destrincha o porquê da cautela do Corinthians para contratar atacante para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes