Corinthians consagra 'marcação coletiva', vira líder em desarmes e tem Eto'o como referência

Corinthians consagra 'marcação coletiva', vira líder em desarmes e tem Eto'o como referência

Corinthians consagra 'marcação coletiva', vira líder em desarmes e tem Eto'o como referência

Corinthians consagra 'marcação coletiva', vira líder em desarmes e tem Eto'o como referência

por Bruno Thadeu

Tite conseguiu moldar o Corinthians à sua maneira. O treinador repete exaustivamente o discurso de 'que tem um time em que todos se defendem?. A obsessão em anular o adversário pode ser medida na quantidade de desarmes. Assim como ocorreu no Brasileirão de 2011, o Corinthians é disparado quem mais desarma entre os 20 clubes participantes neste ano.

 No Paulistão deste ano o Corinthians também foi o time que mais desarmou.

Mesmo sem ter utilizado seus principais durante parte do Brasileirão, o clube lidera o fundamento dos desarmes, com média de 134, em média, por partida.

O Palmeiras aparece em 2º no quesito, com média de 126 por jogo. O levantamento foi feito pelo Datafolha.

Para ilustrar a tese de que a solidariedade em campo surte efeito, Tite diz que até as estrelas Eto'o e Drogba foram 'operários? na Inter e Chelsea, respectivamente.

Eto'o e Drogba foram usados como exemplo ao elenco corintiano por Tite, que conseguiu implementar definitivamente a estratégia 'marcação coletiva' no começo do Brasileirão de 2011.

'Não tem novidade. É convencimento, treino, ideia de que pode trazer vitórias. O Chelsea do Drogba vinha marcar aqui do lado. O Eto'o vinha até lá dentro do campo dele para proteger o time. Pra quê? Ele fez isso para ganhar. Vencer é bom. Uma equipe vence por qualidade e porque compete muito?.

 No ano passado, o Corinthians se sagrou campeão nacional e também ostentando o posto de líder no ranking de desarmes: com 138, em média, por partida.

O Fluminense, segundo melhor no quesito em 2011, desarmava 114,9 vezes, em média, por jogo, seguido do Atlético-PR, com 114,2 desarmes.

A adoção de sistema de marcação intensiva gera curiosidade. No Corinthians, Jorge Henrique passa séries grandes sem balançar a rede, mas não é cobrado pela falta de gol, mesmo sendo atacante.

No atual esquema tático, o atacante tem como principal missão preencher espaços no ataque e na defesa.

No segundo jogo das semifinais da Libertadores, por exemplo, Jorge Henrique foi o responsável por seguir os passos de Neymar no 1º tempo.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes
  • Walter prestará homenagem a Danilo em suas luvas

    Walter usará luva personalizada em tributo a ex-goleiro da Chapecoense Danilo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Marcos

    Ranking: 338º

    Marcos 1359 comentários

    4º. por @marcopreto

    ESTAMOS NO CAMINHO CERTO...SÓ NÃO ENTENDO PORQUE CONTRA OS GRANDES A GENTE ARREBENTA...E QUANDO PEGAMOS OS MAIS FRACOS...DA ZEBRA...EMPATAMOS AS VEZES ATÉ PERDEMOS...ISSO ME DEIXA LOUCO...#VAI CORINTHIANS

  • Foto do perfil de Jose

    Ranking: 3147º

    Jose 172 comentários

    3º. por @osvaldirjr

    A meta agora com certeza é ter uma melho saída de bola, pois quando o time é pressionado com marcação antecipada ou com um time retranqueiro deve ter várias jogadas tanto pra chegar bem ao gol como finalizar rapidamente. VAI CORINTHIANS!

  • Foto do perfil de Alcides

    Ranking: 214º

    Alcides 1920 comentários

    2º. por @takano

    Esse esquema tático é bom quando o Corinthians enfrenta times grandes que procuram a vitória e permitem o contra-ataque, arma predileta do Tite. Mas, esse mesmo esquema, quando o Corinthians enfrenta equipes menores que não permitem o contra-ataque, o time fica perdido em campo, que nem barata tonta. Prova disso são os maus resultados dos últimos campeonatos, quando o Timão enfrentou os lanternas da tabela.

  • Foto do perfil de ANTONIO

    Ranking: 104º

    Antonio 3243 comentários

    1º. por @torcidadoamapa

    UMA COISA É FUNDAMENTAL EM TIME HUMILDADE E COMPANHEIRISMO, UM DANDO O OUTRO EM BUSCA DE UM SÓ OBJETIVO SEM ESTRELISMO, PENSANDO SÓ NO CORINTHIANS E NA FIEL, O Tite CONSEGUE PASSAR TUDO ISSO COM CLAREZA PROS JOGADORES ! VAI CORINTHIANS !