Após boicote, Corinthians ganhou todos os jogos contra o São Paulo no Pacaembu

Após boicote, Corinthians ganhou todos os jogos contra o São Paulo no Pacaembu

Uma das piores decisões de Juvenal Juvêncio como presidente do São Paulo foi, sem dúvida, destinar apenas 10% dos ingressos para o Corinthians no clássico válido pela primeira fase do Campeonato Paulisto de 2009. Revoltado, Andrés Sanchez, então presidente do alvinegro, prometeu que seu time nunca mais jogaria como mandante no Morumbi.

Desde então, o Corinthians cumpriu a palavra, adotou o Pacaembu como única casa e virou uma máquina de conquistar títulos e vitórias em clássicos. Azar do São Paulo, que se transformou na principal vítima do clube do Parque São Jorge.

Após o boicote ao Morumbi, o Corinthians disputou seis partidas contra o São Paulo no Pacaembu e conquistou seis vitórias. Inclusive, no Campeonato Brasileiro do ano passado, igualou a maior goleada da história dos clássicos com um triunfo de 5 a 0.

Além de comemorar três títulos no estádio (Campeonato Paulista de 2009, Campeonato Brasileiro de 2011 e Copa Libertadores deste ano), o Corinthians transformou o Pacaembu em uma excelente fonte de renda.

Com uma casa fixa, o marketing alvinegro lançou o Fiel Torcedor, que conta atualmente com cerca de 100 mil sócios. O sucesso do programa de sócios fez o Corinthians ser recordista de público e faturamento em praticamente todas as competições que disputou.

Enquanto isso, além de amargar um jejum de quase quatro anos sem títulos, o São Paulo deixou de arrecadar um bom dinheiro com o aluguel do Cícero Pompeu de Toledo.

Influenciado pelo Corinthians, o Palmeiras também não jogou mais no Morumbi como mandante. Com a redução de jogos, empresas que tinham grandes camarotes no estádio não renovaram vínculo com o time de Juvenal.

De qualquer forma, vale ressaltar que o São Paulo ainda é o clube brasileiro que mais arrecada com seu estádio. No entanto, parte considerável dos ganhos se deve ao aluguel do estádio para grandes shows.

Neste domingo, pela última rodada do primeiro turno do Brasileirão, o São Paulo quer acabar com um jejum de sete anos sem vitórias contra o Corinthians no Pacaembu. Revelado nas categorias de base do clube do Morumbi, o volante Denílson deixou claro que o tabu está engasgado na garganta de jogadores e torcedores são-paulinos.

'Isso incomoda. Incomoda muito. O São Paulo é um clube de tradição enorme e acostumado a ganhar. Quando não ganha surgem as dificuldades e os problemas. O jogo pode valer só três pontos, mas é mais do que isso. É um clássico. Podem ter certeza que vamos dar 100, 200, 300, 400% para vencer,' comentou.

Principal jogador do São Paulo, Lucas também falou sobre o assunto. Como está negociado com o PSG, o meia-atacante precisa aproveitar a chance de vencer seu último jogo contra o rival no estádio municipal.

'Não tem como negar que o espírito é diferente. Vou entrar motivado e muito a fim de conquistar uma vitória. Vencer o Corinthians (no Pacaembu) faz parte do meu objetivo e vou correr muito', explicou.


As informações são do repórter João Pontes, do iG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Em rede social, Kazim responde Gabriel: 'Pra cima dos bambis'

    Em rede social, Kazim provoca São Paulo antes de clássico: 'Pra cima dos bambis'

    ver detalhes
  • Recuperado de lesão, Balbuena foi relacionado para o Majestoso

    Com retornos confirmados, Corinthians relaciona 21 jogadores para Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes