'Debutantes', Giovanni e Guilherme festejam primeiro gol pelo Corinthians

'Debutantes', Giovanni e Guilherme festejam primeiro gol pelo Corinthians

A vitória sobre o Grêmio foi apenas mais uma na história do Corinthians, mas será inesquecível para três jogadores pelo menos. Afinal, tudo que fazemos de bom pela primeira vez fica registrado na memória para sempre. E Giovanni, Guilherme e Ralf sabem que os gols marcados no sábado foram os ‘primeiros’.

'Espero que seja o primeiro de muitos. Espero ainda fazer muitos gols com a camisa do Corinthians', afirmou o garoto Giovanni, que foi revelado pelas categorias de base do Timão no começo do ano. O problema é que na disputa com Danilo, Douglas, Martínez e outras peças que já atuaram no meio de campo na temporada, o camisa 29 disputou só cinco partidas. 'Sempre trabalhei e vou continuar trabalhando. É um grupo forte e com muitas opções. Agora é continuar trabalhando para conquistar a titularidade', afirmou confiante.

Se a missão de ser titular parece impossível no momento para Giovanni, a chance de Guilherme também é complicada. Disputar posição com Paulinho é ingrato. Por isso, seu primeiro gol pelo Timão é uma fonte de ânimo. 'Dá uma lavada na alma, tira a zica', destacou o volante, que aproveitou o momento de fatos inéditos para lembrar suas primeiras vezes.

'Meu primeiro gol como profissional foi pela Portuguesa contra a Ponte Preta no Canindé. Foi um chute de fora da área', lembrou o camisa 35, que fez sua estreia como profissional em 2009 contra o Duque de Caxias pela Lusa. 'Joguei pouco neste jogo. Meio tempo eu acho, não lembro muito bem', destacou.

No caso de Ralf, o gol sobre o Grêmio não foi seu primeiro. Foi o quinto com a camisa do Timão. Coincidência ou não, o time gaúcho foi a vítima do primeiro do camisa 5 em 16 de maio de 2010. 'Muita gente fala e eu sei que não é minha característica fazer muito gol. Mas peguei bem na bola, né? Finalizei com perfeição', comentou o cabeça de área, que marcou seu primeiro gols após ser criticado por Mano Menezes, técnico da seleção brasileira.

'Fazer o gol é importante. Mas estou tranquilo quanto à Seleção. Claro que espero minha oportunidade, mas vou continuar trabalhando por ela.'

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes