Viola é transferido para cadeia pública

Viola é transferido para cadeia pública

Viola é transferido para cadeia pública

Viola é transferido para cadeia pública

Preso desde o último sábado na Cadeia Pública de Carapicuíba, em São Paulo, o ex jogador Viola permanecerá detido por tempo indeterminado; o autor da prisão será analisado pelo juiz para determinar se o Tetracampeão continuará detido ou será liberado.


Entenda o caso
O incidente teve início na noite da última sexta-feira, com a chegada do oficial de Justiça à casa do atleta. A mulher de Viola, segundo a polícia, quer a separação do jogador e pretendia deixar a residência, que está em nome de ambos, porém só abandonaria o local levando o filho de 5 anos do casal.

A Justiça assim autorizou e expediu um mandado a favor dela. Viola, ao receber o funcionário da Justiça, aceitou a saída da esposa, mas impediu que o filho fosse junto.

Policiais militares do 20º Batalhão, acionados pelo oficial, foram até a casa do atleta e, acompanhados da esposa de Viola, do oficial e do atleta, compareceram na delegacia de Santana de Parnaíba para registrar o boletim de ocorrência.

O delegado de Barueri, Ronald Luís Nascimento, foi chamado pelos plantonistas e, com os policiais, deslocou-se até a casa de Viola.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes