Danilo, o verdadeiro dono da faixa de capitão do Corinthians

Danilo, o verdadeiro dono da faixa de capitão do Corinthians

Danilo em alta com Tite

Danilo em alta com Tite

Foto: Rafael Neddermeyer / Agência O Dia

O jeito come quieto e caladão de Danilo encanta o técnico Tite efetivamente mais que qualquer outro atleta do elenco, inclusive Alessandro, o responsável por erguer a taça de campeão da Libertadores. E embora não queira exercer o papel de protagonista, o meia de 33 anos, com vasta experiência a seu favor, é o verdadeiro capitão corintiano por efetividade do uso da tarja no rodízio de líderes adotado pelo comandante alvinegro nesta temporada.

Em um levantamento feito pelo MARCA BRASIL, de todos os confrontos desde o início da implementação, o camisa 20 é o jogador que mais respondeu como o líder em campo. Vê-lo como o capitão é comum, sobretudo na campanha da inédita conquista continental. Em fevereiro, Tite, após Alessandro se lesionar, estabeleceu o rodízio para dar a mesma responsabilidade a todos do elenco, apesar do experiente lateral-direito ser a figura que representa o capitão do Timão.

'O Danilo é um dos líderes do grupo, pela referência que tem, pelo comportamento que tem dentro e fora do campo, e isso o credencia para isso. Pela forma ponderada de fazer as coisas, além de reagir, nos momentos mais diferentes, dando e querendo respeito. Ele foi titular, reserva e algumas vezes nem relacionado. Por isso tem todo esse poder de capitão', disse o técnico Tite à reportagem.

Desde o primeiro jogo no qual Tite estipulou o rodízio de capitão, contra o São Caetano, no dia 18 de fevereiro, Danilo usou dez vezes a faixa de capitão, sendo uma delas no Paulistão, quatro na Libertadores e cinco no Brasileirão.

'É circunstancial o fato dele usar mais a faixa, porque tenho uma lista e faço um equilíbrio. Tem um grupo que mais usa, que é Chicão, Alessandro e Fábio Santos', explicou Tite.

Na lista de rodízio, atrás de Danilo aparece Alessandro, que foi o líder em oito ocasiões, cinco na competição continental e três no Nacional. O terceiro que mais vestiu a tarja foi Fábio Santos, com sete oportunidades, duas no Paulista e cinco no Campeonato Brasileiro.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes