Com Guerrero, Corinthians encara Coritiba no Pacaembu

Com Guerrero, Corinthians encara Coritiba no Pacaembu

A bola está com Paolo Guerrero no Corinthians. O atacante peruano desbancou o xodó da torcida Romarinho e garantiu uma vaga entre os titulares no jogo contra o Coritiba, neste sábado, às 21 horas, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Em mais um ensaio para o Mundial de Clubes da Fifa, o técnico Tite repete a formação que venceu o Atlético Goianiense (4-2-3-1), mas espera mais efetividade e poder de fogo. Se com Romarinho o Corinthians é mais veloz, com Guerrero ganha presença de área, embora o treinador não considere o peruano um jogador 'estático'.

Guerrero também sai da área e constrói jogadas como um pivô. A vantagem é que, com o peruano em campo, o time terá alguém dentro da área capaz de empurrar a bola para o gol. Esse problema ficou claro contra o Atlético, quando Romarinho jogou improvisado como um '9'. Não deu certo, apesar da vitória por 2 a 0.

Com dois jogadores velozes e que atuam abertos, como Martínez e Jorge Henrique, é mais do que necessária a entrada de um centroavante que sirva de referência. 'Não faço mais testes, a equipe já está habituada a atuar com um pivô. O time voltou a se acostumar a ter uma referência', disse o treinador.

O treino desta sexta-feira deixou isso bem claro. A começar pela defesa, a bola passava de pé em pé até chegar a Jorge Henrique, avançado pela direita, ou Martínez, pela esquerda. A tarefa era uma só: cruzar para Guerrero.

Pode parecer um contrassenso rifar Romarinho. Justo ele que após a Copa Libertadores foi titular em todos os jogos, exceto nos que cumpriu suspensão. Mas ele está em queda livre, principalmente em um quesito mortal para qualquer atacante: a finalização.

Histórico no Corinthians Guerrero não tem: foram só 11 jogos e três gols, nenhum deles importante. Mas ele tem a seu favor o fato de ter jogado pouco porque defende a seleção peruana com frequência, além, é claro, da experiência de um jogador que já atuou na Europa.

Já Jorge Henrique parece mesmo um predestinado. Amargou a reserva em boa parte do ano porque não estava bem ou devido a contusões. Mas eis que com o Mundial batendo à porta reaparece como titular. Martínez, que reclamou por não ser titular e depois teve de pedir desculpas, terá nova chance. Resta saber quem sai quando Emerson voltar, no domingo que vem, contra o Internacional. O meia Danilo, que retorna de contusão, fica no banco de reservas.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes