Mundial: Capitão, Alessandro diz viver momento mais importante

Mundial: Capitão, Alessandro diz viver momento mais importante

O lateral-direito Alessandro chegou ao Corinthians em 2008 e participou da campanha que levou o time à elite do futebol brasileiro com a conquista da Série B. Mais de quatro anos depois, o jogador está no Japão para disputar a final do Mundial de Clubes contra o Chelsea e, como capitão, poderá ter a honra de erguer o troféu em caso de título. Por isso, neste sábado, em Yokohama, palco da decisão, ele admitiu estar vivendo o 'momento mais importante' da sua carreira.


'Cada um desses títulos tem uma importância diferente, e a gente sabe da importância que o torcedor brasileiro dá ao Mundial. Eu, que tenho 33 anos, e estou quase parando, estou tendo essa oportunidade, com chance real de título. É o momento mais importante da minha carreira', disse.

Apesar da possibilidade de ser campeão, Alessandro garantiu que ainda não pensa na possibilidade de levantar o troféu do Mundial de Clubes. 'Vivemos um momento de ansiedade, vivo esse momento de alegria, mas sabemos que são 90 minutos de luta, de dedicação. Estamos nos preparando para viver cada momento, não dá pra imaginar uma cena dessas (levantar a taça), antes de decidir e correr os 90 minutos', afirmou.

Para a decisão com o Chelsea, Tite promoveu uma alteração no Corinthians ao sacar Douglas para a entrada de Jorge Henrique. O atacante foi instruído pelo técnico a ajudar Alessandro na marcação pelo lado direito da defesa e teve a sua escalação aprovada pelo lateral.

'O Jorge Henrique tem essa característica de marcação, é uma mudança tática importante, e que todos nós jogadores respeitamos. Espero que o Jorge e todos os outros façam uma excelente partida', comentou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Guilherme Siqueira foi contratado pelo Atlético de Madrid em 2014

    Ex-Atlético de Madrid, lateral ítalo-brasileiro é sondado pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • O diário da invasão -  Cinco anos de um feito histórico

    [Rafael Castilho] O diário da invasão - Cinco anos de um feito histórico

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes