Diretor do Corinthians critica Martinez e clube exige R$ 12 milhões para negociá-lo

Diretor do Corinthians critica Martinez e clube exige R$ 12 milhões para negociá-lo

Diretor do Corinthians critica Martinez e clube exige R$ 12 milhões para negociá-lo

Diretor do Corinthians critica Martinez e clube exige R$ 12 milhões para negociá-lo

Próximo de um acerto com Alexandre Pato, o Corinthians pode se desfazer do argentino Juan Martinez, insatisfeito com a reserva da equipe na parte final da temporada 2012, especialmente no Mundial de Clubes. E o ambiente para que o jogador deixe o clube já começa até a ser preparado. Nesta sexta-feira, o diretor Roberto de Andrade mostrou-se irritado com declarações que o atacante e seu pai deram.

'O Martinez quer ser titular pelo microfone das rádios. E não vai ser. Se ele não ganhar a posição no campo, não vai ser. Se alguém quiser levá-lo, não vamos segurar ninguém. É só pagar a parte dos direitos que temos', afirmou Andrade, em entrevista à Rádio Globo.

O Corinthians aceitaria negociar o argentino desde que receba aproximadamente R$ 12,1 milhões. Recentemente, ele chegou a ser sondado por clubes de seu país, como o Boca Juniors e o Velez Sarsfield. Ambos, no entanto, desistiram da negociação quando ficaram cientes dos altos valores que envolvem a transação e até mesmo do salário que Martinez recebe no atual campeão mundial.

A primeira prova da insatisfação do jogador com a reserva foi dada ainda em novembro, durante uma entrevista coletiva no CT Joaquim Grava. Na época, ele declarou que poderia deixar o clube em 2013 caso não começasse a ser mais utilizado. O argumento utilizado por ele é que a reserva no Corinthians poderia fazer com que ele ficasse 'esquecido' em futuras convocações para a seleção de seu país.

A declaração causou mau-estar entre a diretoria alvinegra, que se irritou com a postura do atacante. A alta cúpula entende que, ao invés de dar entrevistas e pedir para ser titular, o atacante tem que mostrar serviço dentro de campo, esforçando-se nos treinamentos e tendo boas atuações nas partidas.

'Eu gosto muito dele, mas ele ainda é reserva no Corinthians e primeiro tem que conquistar a vaga no time para mostrar que é um grande jogador e depois ser convocado. Não vai ser no microfone. Ele sabe como funciona com o Tite. Vai jogar quem estiver melhor', completou Roberto de Andrade.

O dirigente confirmou que houve o contato do Boca, mas a conversa não andou pois a equipe só aceita negociar o atacante em definitivo, para conseguir recuperar o dinheiro que investiu em sua contratação. Os argentinos, porém, o queriam por empréstimo. O clube é dono de 75% dos direitos federativos de Martinez e pede os R$ 12,1 milhões por essa 'fatia' do atleta.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Jô marcou o gol da vitória do Corinthians

    Artilheiro Jô marca no fim, e Corinthians supera Chapecoense na Arena Condá

    ver detalhes
  • Jô assegurou vitória do Corinthians em Chapecó

    Líder absoluto, Corinthians abre dez pontos de diferença para segundo colocado

    ver detalhes
  • Léo Santos jogou no lugar de Balbuena, que está suspenso e machucado

    Prata da casa supera até Jô e é eleito craque da vitória do Corinthians sobre Chapecoense

    ver detalhes
  • Guilherme Arana está lesionado

    Possível nova oferta por Arana não abala diretoria do Corinthians: 'Ninguém sai até dezembro!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes