Ronaldo: R$ 12,5 milhões de patrocínio

1.5 mil visualizações 0 comentários

Por Meu Timão

Ronaldo fatura alto com patrocínios

Ronaldo fatura alto com patrocínios

O Corinthians anunciou oficialmente, na última quinta-feira, o contrato de patrocínio de camisa com o Grupo Hypermarcas, que foi assinado na semana passada. O acordo é válido de 1º fevereiro de 2010 até janeiro de 2011 – com opção de mais um ano.

O valor, pelo terceiro ano consecutivo, caminha para ser o maior do Brasil: R$ 38 milhões, sem contar o calção. O São Paulo pretende receber R$ 30 milhões – já recusou R$ 24 milhões para renovar com a LG. Já o Flamengo fechou com a Brasil Foods (Batavo) para peito e costas por R$ 25 milhões, sendo R$ 3 milhões em ações de marketing. Outras partes da camisa podem ser negociadas. Estes são os maiores valores em patrocínio de uniforme do país.

Na quinta, por meio de nota oficial, o Grupo Hypermarcas divulgou que estampará o nome Neo Química Genéricos no peito, Bozzano nas mangas, Avanço nas axilas e Assim nos ombros. Horas depois, o Corinthians ratificou a informação e prometeu evento com dirigentes das partes para a próxima semana.

A decisão do “monopólio” da Hypermarcas na camisa teve um motivo: ser o patrocinador exclusivo de Ronaldo no Corinthians. Dessa forma, dos R$ 38 milhões, cerca de R$ 12,5 milhões (32,9%) serão do Fenômeno e os outros R$ 25,5 milhões (67,1%), do clube. Mais R$ 3 milhões seriam pagos por meio de ações de marketing, especialmente com R9.

Com isso, a Hypermarcas já estuda que Ronaldo, garoto-propaganda da Bozzano desde abril de 2009, faça propaganda de outras marcas.

O novo contrato muda o acordo entre Corinthians e Ronaldo. No ano passado, o Fenômeno ficou com 80% dos R$ 13,5 milhões (R$ 9 milhões do Grupo Hypermarcas e R$ 4,5 do Grupo Silvio Santos) que pagaram os patrocinadores de mangas e do calção.

Este ano, com a exclusividade da Hypermarcas, o valor do calção será 100% do Corinthians. O Grupo Silvio Santos não deverá renovar contrato, que vence no fim de janeiro, a não ser que aumente a proposta financeira. A primeira foi recusada pelo clube.

Em relação a 2007, o Corinthians teve um aumento de 153% no valor do patrocínio. Naquele ano, o último dos três anos de contrato, a Samsung desembolsou R$ 15 milhões para estampar a marca. Em 2008, a Medial Saúde pagou R$ 16,5 milhões para ser o patrocinador principal. No ano passado, Brazil Foods, Hypermarcas e Grupo Silvio Santos pagaram juntos R$ 31,5 milhões ao Corinthians, sendo R$ 18 milhões só da primeira.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Corinthians não pretende voltar aos treinos antes da pandemia ser controlada

    Corinthians publica carta aberta contra volta de alguns times aos treinos em meio a pandemia; leia

    ver detalhes
  • Equipe Sub-17 do Corinthians é uma das que estão paradas neste momento devido à pandemia

    Corinthians deve reduzir quadro de funcionários da base e do feminino se não houver torneios

    ver detalhes
  • Armador Gustavinho em foco durante vitória contra o Mogi das Cruzes, pelo NBB

    Meu Timão faz live com Gustavinho Lima, ex-camisa 10 do Corinthians, nesta terça; veja detalhes

    ver detalhes
  • Clube é formado por crianças até 11 anos e pretende transmitir o 'Espírito Corinthiano' aos atletas

    Inglês funda novo Corinthians após assistir a filme: 'Quero passar esse espírito'

    ver detalhes
  • Fábio Carille deixou o Corinthians em novembro do ano passado

    Carille valoriza aprendizado em outros clubes, mas planeja retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Explicamos os próximos passos: Corinthians e a tentativa de chapéu de Carille por Jô

    VÍDEO: Explicamos os próximos passos: Corinthians e a tentativa de chapéu de Carille por Jô

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!