Corinthians ficará com 100% das receitas de marketing geradas por Adriano

1.1 mil visualizações 0 comentários

Por Meu Timão

Adriano não terá como aumentar seu salário de aproximadamente R$ 300 mil mensais com ações de marketing ligadas ao Corinthians. A diretoria afirma que comprou 100% da imagem do atacante.

Assim, o clube não dividirá com ele as verbas geradas pela venda de camisas do Imperador ou de produtos licenciados ligados ao atleta. Também não está prevista a parceria em patrocínios. O contrato é mais parecido com o que Roberto Carlos tinha do que com o de Ronaldo.

Por enquanto, os corintianos não demonstram empolgação com a possibilidade de ganhar dinheiro com marketing imperial. A diretoria sabe que só vai lucrar se ele estiver bem em campo.

Esse formato contratual aumenta a cobrança por boas atuações do Imperador. Não há espaço para justificativas como: “não está jogando, mas está gerando receitas de marketing”.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Essa é a única certeza do Corinthians pós-paralisação

    [Vitor Chicarolli] Essa é a única certeza do Corinthians pós-paralisação

    ver detalhes
  • Corinthians interrompeu as atividades do basquete durante pandemia

    Corinthians replaneja quase 50 modalidades devido à pandemia; maioria não deve ser atingida

    ver detalhes
  • Mesmo fechado devido à pandemia, Parque São Jorge já respira as eleições de novembro

    Conselho de Orientação do Corinthians marca nova reunião, que é postergada na sequência

    ver detalhes
  • Clube deu passo importante para as eleições de novembro

    Corinthians define comissão eleitoral para eleições presidenciais de novembro

    ver detalhes
  • Vampeta durante partida comemorativa dos 20 anos do Mundial de 2000

    Vampeta diz que falta jogador corajoso no Corinthians e destaca jovem emprestado ao CRB

    ver detalhes
  • Ex-jogador explica protesto por Marielle em título do Corinthians

    VÍDEO: Ex-jogador explica protesto por Marielle em título do Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!