As maiores lendas que passaram pelo Corinthians

Ana Paula Araújo

Engenheira de formação, mas corinthiana de alma. Deixei a profissão para fazer parte dessa família desde 2013.

ver detalhes

As maiores lendas que passaram pelo Corinthians

Coluna da Ana Paula Araújo

Opinião de Ana Paula Araújo

4.1 mil visualizações 141 comentários Comunicar erro

As maiores lendas que passaram pelo Corinthians

Sócrates foi um dos grandes jogadores que já vestiram a camisa do Corinthians

Foto: Foto: Irmo Celso / Placar

Desde 1965, 22 de agosto é Dia do Folclore. Inspirada nisso, resolvi elencar aqui as dez maiores lendas que já vestiram a camisa do Corinthians.

10 – Emerson Sheik

Autor dos gols da final da primeira Libertadores do Corinthians, eu jamais me perdoaria se não colocasse Márcio Passos nesta lista.

Com apresentações consistentes entre 2011 e 2012, o atacante cravou seu nome na história e no coração da Fiel. Nunca foi um craque, mas era dedicado e raçudo. Honrou o manto e realizou, ao lado de um elenco muito unido, o sonho de mais de 30 milhões de loucos.

9 – Basílio

Chegou ao Corinthians com a dura missão de substituir Rivelino e cumpriu muito bem esse papel.

Esse cara foi o autor de um dos gols mais comemorados da história do Timão e considerado por muitos, o mais importante da história corinthiana. Na final de 77, pelo Paulista - que deu fim ao jejum de títulos de expressão - Basílio mandava para o fundo das redes a bola que fez muitos fiéis chorarem.

Não poderia ficar fora dessas dez lendas, não pela técnica, mas pela importância histórica de seu feito, que será sempre lembrado pela torcida.

8 – Tévez

Eu não chamaria o hermano exatamente de ídolo, mas por sua qualidade, não poderia deixar de ser citado aqui.

O argentino chegou em 2005, na era MSI e dava sempre um espetáculo em campo. Aguerrido, raçudo e de muita técnica, logo caiu nas graças da Fiel. Vindo das favelas da Argentina, era a exemplificação máxima da frase ‘Corinthiano, maloqueiro e sofredor’.

7 – Ronaldo Giovanelli

‘Espaaaaaaaaaaaaaalma, Ronaldo’ foi praticamente um mantra para quem viveu aquela época.

Ele era o terceiro goleiro, teve sua chance e nunca mais abandonou o posto. Polêmico, raçudo, líder e muito habilidoso debaixo das traves, é considerado por vários torcedores o maior goleiro que já vestiu a camisa do Timão.

6 – Neto

José Ferreira Neto, hoje comentarista esportivo e apresentador, certamente foi um dos grandes que já trajaram o manto corinthiano.

Exímio cobrador de faltas e um dos principais nomes - se não o principal - na conquista do primeiro título do campeonato brasileiro, em 1990, logo se tornou o Xodó da Fiel. Gigante!

5 – Marcelinho Carioca

Outro que cobrava faltas magistralmente, Marcelinho foi, para milhares de torcedores, o maior que já passou pelo Corinthians. O jogador fazia parte de um elenco lendário em uma época que o futebol era um verdadeiro espetáculo.

Quatro paulistas, dois brasileiros, uma Copa do Brasil e um Mundial de Clubes FIFA. Troféus não faltam para o eterno Pé de Anjo.

4 – Sócrates

Inteligente, culto, politizado, líder e bom de bola. Esse foi Sócrates, mentor da Democracia Corinthiana, movimento que se destacou não só no Brasil, como no mundo.

Exemplo de ser humano real, tinha seus defeitos, mas no Timão não deixou nada a desejar. Morreu num dia em que o Corinthians foi campeão, da forma como desejava.

3 – Rivelino

Eu não tive o privilégio de vê-lo jogar, mas ouvi do meu pai - palmeirense fanático - que o jogador era extraordinário. Pude comprovar, anos mais tarde, com o advento da internet, que ele não exagerou.

O Reizinho está na minha lista não pelo que conquistou, mas pela forma como saiu. Foi usado como bode expiatório na derrota para o Palmeiras, em 1974 e deixou o time paulista. Hoje, reconhecido pela Fiel, é grande ídolo e tem um busto em sua homenagem.

2- Tite

‘Não vale técnico, Ana Paula’. Vale sim! Eu disse que vestiram a camisa e não só que jogaram. Aqui, no meu rol de lendas do Corinthians, Tite tem espaço especial.

Chegou em 2004, porém, por desentendimentos internos, deixou o clube no ano seguinte. Ninguém poderia supor, jamais, que voltaria ao Corinthians em mais duas oportunidades para ganhar tudo que podia por aqui. Nas três passagens foi campeão brasileiro duas vezes, da Libertadores, Mundial, Recopa e de dois Campeonatos Paulista...ufa!

Aqui no Timão, foi exemplo de ética, responsabilidade e profissionalismo.

1 – Ronaldo Fenômeno

O ano era 2008 e eu quase caí do sofá de casa quando ouvi que Ronaldo foi contratado pelo Corinthians. Para mim e para o meio futebolístico, ter um dos melhores jogadores do mundo de volta ao Brasil parecia utopia.

O Fenômeno mostrou aqui, mais uma vez, ser um exemplo de superação, garra e muita técnica. O maior e melhor jogador que já vi atuar pelo Timão.

Muita gente ficou fora da lista, gostaria de poder versar sobre mais tantos outros atletas que me fizeram vibrar ou que, de alguma forma, contribuíram para engrandecer a história do Corinthians. Os eleitos aqui, pra mim, não têm relação com idolatria e sim importância histórica. Você pode discordar, achar alguém injustiçado e tudo bem. Conceitos como esse, que me fizeram elaborar o texto, são muito subjetivos. O fato é que você vai falar ou falou deles algum dia para seus filhos, amigos, netos ou até rivais.

Mas diz aí, quem são as lendas que vocês já viram aqui, no Corinthians?

Veja mais em: Ídolos do Corinthians.

Coluna da Ana Paula Araújo

Por Ana Paula Araújo

Engenheira de formação, mas corinthiana de alma. Deixei a profissão para fazer parte dessa família desde 2013.

O que você achou do post da Ana Paula Araújo?