'Devem chegar três reforços no Corinthians em 2016', diz presidente

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Devem chegar três reforços no Corinthians em 2016, diz presidente

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

70 mil visualizações 162 comentários Comunicar erro

Devem chegar três reforços no Corinthians em 2016, diz presidente

Presidente conversará com Tite sobre reforços para 2016

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, concedeu entrevista exclusiva à coluna nesta semana que antecede a conquista matemática do título brasileiro de 2016, e falou sobre diversos assuntos, entre os quais as finanças do clube, a preparação para a próxima temporada, e sobre saídas e chegadas de jogadores no final deste ano.

Confira abaixo os principais trechos desta entrevista exclusiva:

MeuTimão: 'O Corinthians acertou a parte financeira do clube em 2015. No ano que vem os reforços estarão dentro desta meta financeira, sem estrelas como Pato ou Guerrero, por exemplo?'

Roberto de Andrade: 'A gente não pode rotular. Um jogador pode ser barato e se tornar um grande jogador, ou pode ser caro e pode ser que não vire nada. O Corinthians tem que ver suas necessidades independente de quanto custa o jogador. Vamos fazer tudo o que pudermos dentro do nosso poder financeiro, mas fora isso eu não vou fazer nada. Mesmo que seja um jogador fora de série, se não estiver enquadrado na nossa situação financeira não dá pra fazer nada. Temos que viver com os pés no chão.'

MT: 'Mas caso o Corinthians consiga vender o Alexandre Pato, o dinheiro arrecadado será usado para contratações ou para o pagamento de dívidas?'

R: 'O dinheiro vai ser usado no que for necessário. Se for pra contratar, se for pra pagar alguma coisa que tiver que pagar, de qualquer forma o dinheiro é do clube. O destino do dinheiro do Pato será naquilo que for melhor para o clube.'

MT: 'Gil e Felipe são bem vistos no mercado europeu e podem sair. Essa situação te preocupa?'

R: 'De forma alguma. Futebol você não tem medo de nada porque é assim mesmo. O mercado é dinâmico, é um entra e sai, sai jogador e chegam outros. Então negócio é negócio, e se aparecer alguma oportunidade e os atletas quiserem deixar o clube, a gente senta e conversa. E não tem problema nenhum. Mas hoje o Corinthians não tem proposta nem pelo Gil nem pelo Felipe. Eu to falando de hoje. Amanhã não sei.'

MT: 'Quantos jogadores você pensa em contratar para o ano que vem?'

R: 'Eu ainda não conversei com a comissão técnica sobre isso. Eu particularmente acho que não serão mais que três peças, três jogadores. Isso se você parte do princípio que não temos nenhuma oferta para nenhum jogador do elenco até o momento. Mas as coisas podem mudar. Se saírem um, dois, três, as coisas mudam de figura, dependendo de quais serão as peças que você vai perder para 2016.'

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?