Torcida nos estádios só em 2021

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Torcida nos estádios só em 2021

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

10 mil visualizações 93 comentários Comunicar erro

Torcida nos estádios só em 2021

Você levaria seu filho para o jogo?

Foto: Rodrigo Coca - Agência Corinthians

Na última semana uma discussão tem tomado conta dos programas esportivos e dos bastidores dos clubes de futebol do Brasil: o retorno da torcida aos estádios de futebol.

Alguns clubes, como o Flamengo, pressionam a CBF para liberar imediatamente. A prefeitura do Rio, envolvida em escândalos de corrupção, até para desviar o foco comprou a ideia.

Em São Paulo o governo proibiu, e o presidente Andrés Sanchez do Corinthians disse que só aceita se todos os clubes tiverem o mesmo “privilégio”.

O fato é que ainda estamos no meio de uma pandemia, e embora no Brasil as pessoas pareçam ter esquecido, ainda morrem quase 1000 pessoas por dia no país. No total, passamos de 140 mil mortos.

A tal “imunidade de rebanho” está sendo questionada por alguns cientistas que começam a descobrir sequelas permanentes nos curados da Covid-19. Alguns até com problemas neurológicos.

Ou seja, até que a população esteja vacinada, o melhor a se fazer ainda é prevenir. O futebol ter voltado já foi uma atitude mais pensada na parte comercial do que na saúde dos atletas. Clubes e federações temeram ainda mais prejuízos se ficassem mais tempo paradas.

Mesmo com todos os protocolos de segurança, estamos vendo casos como dos jogadores do Flamengo que mostram que estes protocolos não funcionam.

Ao mesmo tempo querem colocar você dentro do estádio.

Em tempo, sei que você está morrendo de saudades de pisar na Neo Química Arena, de gritar pelo Timão dentro do estádio. Mas você levaria seu filho? Seu pai? Seu avô?

Quem ainda tem o privilégio de ir de carro, sofre menos. Mas e você que pega ônibus e trem? Que protocolo de segurança vai te proteger?

Ah, mas você já usa o transporte público para trabalhar. Então você sabe que a aglomeração em um jogo de futebol é diferente. A pandemia na Itália estourou justamente por causa de um jogo de futebol, Atalanta e Valência, que espalhou a doença. Aquele jogo foi chamado de “bomba biológica” pelos cientistas.

Como se tivessem lançado uma bomba de coronavírus em cima de milhares de torcedores que depois espalharam o vírus em casa para familiares, e assim o desastre aconteceu.

Você quer isso realmente? Vale à pena?

Não quero aqui ser o dono da verdade, mas eu acho que não.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?