Diretoria do Corinthians faz caça às bruxas pela indicação de Gustavo

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Diretoria do Corinthians faz caça às bruxas pela indicação de Gustavo

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

140 mil visualizações 349 comentários Comunicar erro

Diretoria do Corinthians faz caça às bruxas pela indicação de Gustavo

Gustavo tem contrato até o final de 2020 com o Timão

Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians

A passagem infeliz do atacante Gustavo, conhecido por Gustagol, pelo Corinthians está rendendo uma caça às bruxas dentro da diretoria do clube.

O jogador de 22 anos de idade foi contratado em agosto do ano passado junto ao Criciúma por R$ 3,5 milhões.* O atleta, até então destaque da Série B do Campeonato Brasileiro, assinou com o Timão por quatro temporadas, até dezembro de 2020.

Gustavo porém não conseguiu sucesso no Corinthians. Foram nove jogos disputados e nenhum gol marcado.

Afastado do elenco por deficiência técnica, o jogador não atuou mais em 2016 e está próximo de ser emprestado ao Bahia neste ano.

As críticas de dirigentes são em relação ao nível técnico do jogador, muito abaixo de um clube do porte do Corinthians.Todos os envolvidos, à época, avalizaram a contratação. Mas agora ninguém quer ser “o pai da criança”.

O interessante é que, dentro do clube, a avaliação que se faz do futebol de Gustavo é muito semelhante ao de Luidy, jogador contratado junto ao CRB de Alagoas e que nem apresentado ainda foi. Um dos poucos reforços do Timão para a esta temporada, Luidy é visto como jovem, inexperiente, e com problemas em fundamentos básicos do futebol.

É mais um jogador que precisaria de um trabalho técnico muito longo para vingar no time principal.

Enquanto a diretoria faz sua busca particular para encontrar os responsáveis por contratações mal feitas no passado recente, elas continuam acontecendo, não se sabe por indicação de quem, a todo vapor.

* Errata: O Corinthians pagou na época R$ 3,5 milhões por 35% do jogador. O valor de R$ 10 milhões seria por 100%. Texto corrigido às 19h40.

Veja mais em: Gustavo e Diretoria do Corinthians.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?