Corinthians briga pelo G4, mas de olho em algo maior

Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e por 12 anos foi repórter e editor no Diário Lance!. Participa, quando convidado, de programas esportivos no SporTV e na Band.

ver detalhes

Corinthians briga pelo G4, mas de olho em algo maior

Coluna do Rodrigo Vessoni

Opinião de Rodrigo Vessoni

2.9 mil visualizações 51 comentários Comunicar erro

Corinthians briga pelo G4, mas de olho em algo maior

Corinthians é um clube acostumado a vencer, algo que sempre ajuda quando não é favorito

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians é o maior campeão brasileiro da era dos pontos corridos (2005, 2011, 2015 e 2017). É o clube brasileiro com os títulos mais importantes da atual década (10) e também do atual século (17). Um passado recente e um presente que, na minha visão, o colocam como um dos postulantes às primeiras posições do Brasileirão 2019.

Num primeiro momento, ainda em busca de um futebol melhor, o Corinthians briga para ficar entre os quatro que disputarão a fase de grupos da próxima Libertadores. Mas há uma boa margem de melhora, o que leva alguns torcedores a sonharem com algo maior, no caso, o octacampeonato brasileiro.

A equipe, aos poucos, parece retomar a consistência defensiva que virou sua marca nesta última década. Outro fator que joga a favor é a Arena Corinthians, onde a cada dez jogos, ganha sete, empata dois e perde apenas um, além de oferecer um claro desconforto aos adversários.

Um ponto fraco que precisa ser melhorado (com uma certa urgência!) é a criação de jogadas. A equipe tem poucas chances de marcar gol. Quando o sistema defensivo ou Cássio não ajudam, a situação fica complicada e a vitória mais longe.

E você, caro internauta corinthiano, o que pensa? Concorda comigo? Ou discorda?

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Brasileiro.

Coluna do Rodrigo Vessoni

Por Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e por 12 anos foi repórter e editor no Diário Lance!. Participa, quando convidado, de programas esportivos no SporTV e na Band.

O que você achou do post do Rodrigo Vessoni?