Lado negativo na contratação de Jô... e, sinceramente, não entendo como aceitar isso

Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

ver detalhes

Lado negativo na contratação de Jô... e, sinceramente, não entendo como aceitar isso

Coluna do Rodrigo Vessoni

Opinião de Rodrigo Vessoni

35 mil visualizações 129 comentários Comunicar erro

Lado negativo na contratação de Jô... e, sinceramente, não entendo como aceitar isso

Jô é prata da casa, artilheiro, vencedor, bom de grupo, fazedor de gols em clássicos... mas já tem 33 anos. Mais três anos e meio de vínculo?

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Jô é prata da casa, artilheiro, vencedor, bom de grupo, fazedor de gols em clássicos... eu escrevi nesse mesmo espaço que a diretoria do Corinthians tinha, sim, obrigação de ao menos tentar contratá-lo, tentar brigar com os demais clubes para tê-lo de volta. Veja aqui. A diretoria entrou na briga e deu certo.

Eu gostei da contratação. Eu gosto da ideia de trazer de volta um dos jogadores desta década que mais renderam numa mesma temporada (2017, no caso).

Tenho certeza que Jô será um grande líder dentro do CT, como foi há três anos. Ele era o representante dos jogadores em qualquer discussão com a diretoria. De um pedido de folga extra à discussões de premiação, etc.

Outra aposta que faço é: Jô continuará sendo um grande profissional, dedicado, que honrará a camisa do Corinthians e, fora de campo, não dará problemas nem manchará a imagem do clube.

Ponto.

Mas eu preciso também dizer algo que não consigo entender, que não consigo aceitar. Falo sobre o período do vínculo.

Por que fazer um contrato de três anos e meio com um jogador de 33 anos? Por que assinar até 31 de dezembro de 2023?

Qual a necessidade de ficar obrigado a pagar um salário alto por tanto tempo? Ou alguém acha que um cara como Jô, mesmo veterano, ganhará pouco?

Por que o clube não fez um contrato de dois anos e, se tudo estiver bem ao término do período, renovar por mais um ou dois anos?

Eu, sinceramente, não entendo. Diante o atual cenário financeiro do Corinthians, isso não entra na minha cabeça.

Respeito quem entenda uma situação como essa, mas eu não entendo.

Veja mais em: , Mercado da bola e Diretoria do Corinthians.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Rodrigo Vessoni

Por Rodrigo Vessoni

Formado pela FIAM, trabalhou na Rádio Transamérica e, por 12 anos, no LANCE!. Neste momento, também é repórter da Rádio 9 de Julho, SP (AM 1600). Participa ainda, quando chamado, de programas na TV.

O que você achou do post do Rodrigo Vessoni?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de KELVIS

    Kelvis 49 comentários

    @kelvis.vinicius.de.f em

    A pedida do jogador era maior que o teto do clube, com isso ofereceram um contrato mais longo no teto salarial. Também acho arriscado fazer um contrato longo, mas creio que o Jô vai estar em um ótimo nível até os 36 anos, passou a ser cuidar bem, tem uma boa cabeça. Vai dar muito certo novamente!

  • Foto do perfil de Rogerio Sodre

    Rogerio 4 comentários

    @rogerio.sodre em

    Acho que isso é simples de responder caro Rodrigo!
    Diluir em mais tempo as luvas pagas para o atleta.
    Abraço

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Gerson

    Ranking: 9433º

    Gerson 148 comentários

    129º. @anacleto em

    O Corinthians é mestre em fazer isso com jogadores de idade já avançada. (O último caso parecido foi com Sheik). O Jô é bom jogador, tem histórico no clube, mas sinceramente o ritmo de competitividade que o futebol exige atualmente, ainda que com todo o trabalho de nutricionista, fisioterapeuta e etc, são raríssimos os jogadores que após os 33 34 anos conseguem apresentar resultados positivos por mais 2 ou 3 anos. No caso do Jô há ainda uma encrenca que pode dar dores de cabeça ao clube, por conta da saída em litígio com o clube japonês.

    Somado a tudo isso a grande carência no ataque continua sem ser resolvida que é jogador de beirada de campo, rápido e habilidoso.

    Valeria gastar até um pouco mais e trazer um jogador dessa posição e mais jovem.

  • Publicidade

  • Foto do perfil de Diego

    Diego 38 comentários

    128º. @diego.souza92 em

    Primeiro: o Jô teve uma queda de desempenho no ano passado. Pode ser coincidência mais normalmente isso se dá pela idade ex: o próprio Jadson.
    Segundo: o Cara não jogou esse ano só ficou machucado. Aí você soma longo período de inatividade mais a idade. Pode ser difícil retomar o ritmo.
    Terceiro: valor de salário e tempo de contrato.
    Então vocês analisando tudo realmente acha que é um bom investimento? Pode até da certo mais a chance de dar errado é enorme e no futebol tem que começa a agir com profissionalismo e fazer contratação minimizando os riscos.

  • Foto do perfil de Kleber

    Ranking: 329º

    Kleber 3449 comentários

    127º. @kleber.eduardo.roks. em

    Primeiramente o retorno do Jô é sim uma grande contratação, os moldes em que foram feitos não sei, afinal nada é feitos as claras por essa diretoria, então vamos ter cuidado!
    Agora o "amigo" colunista, usar foto de um estádio que não seja a Arena e, em um jogo que não é do Corinthians me deixa muito confiante para dar crédito as suas palavras, quem sabe o site possa usar alguns corintianos nas suas matérias.

  • Foto do perfil de Ueliton

    Ueliton 22 comentários

    126º. @ueliton.ribeiro.dos. em

    Concordo com Kelvin, também acho que fizeram um contrato longo para conseguir a contratação.

  • Foto do perfil de joãozinho

    Ranking: 1240º

    Joãozinho 1321 comentários

    125º. @joao.alex.soares.ben em

    A contratação dele é tipo refinanciar um carro.
    Não pode pagar 30 mil em dois anos, mas pode pagar 40 mil em três.
    Infelizmente se quer jogador desse nível tem que fazer loucura mesmo, se não fizer outro faz!
    Outra coisa: jogador do nível do Jô, com 25 anos, não atua no futebol nacional, vai embora pra Europa!
    Gabigol? Me desculpem, só tá no Brasil porque foi um fracasso na Itália.

  • Foto do perfil de Diego

    Ranking: 2112º

    Diego 837 comentários

    124º. @diego.jp em

    Tem que parar com essa que jogador de 33 anos é velho! Temos vários exemplo de jogadores acima dos 30, até mesmo beirando aos 40 que renderam muito aos clubes brasileiros. Confesso que o salário é alto, mas será que não foi uma das condições do jogador ou empresário para que ele voltasse ao coube?

  • Foto do perfil de José

    Ranking: 9534º

    José 146 comentários

    123º. @jose.rafael.deodato. em

    Se as luvas serão diluídas ao longo do contrato Jô não ganhará mais 30 % do passe caso seja vendido como foi na última passagem né?

  • Foto do perfil de antonio

    Ranking: 2092º

    Antonio 845 comentários

    122º. @antonio.af em

    Chega de pessimismo JÔ vai ser nosso artilheiro.

x