Libertadores é pra gente grande!

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Delício #870 @delicio.rosa.eusebio em 15/12/2015 às 01:28

Sinceramente eu espero que o Corinthians traga reforços de personalidade, de preferência com experiência e com equilíbrio emocional. Não precisa ser de grande impacto, renomado, más jogadores homens de verdade.

Libertadores é pra gente grande!

Libertadores é enfrentar a mística e um poderio histórico de um Boca Juniors. Libertadores é superar condições adversas de estádios e vestiários quase amadores. Libertadores é encarar rivais que se acham donos da história. Libertadores é gás de pimenta em vestiário. Libertadores é cusparada no rosto. Libertadores não se pode errar. Libertadores é se impor dentro de casa. Libertadores não se pode abalar com erros e cobranças. Libertadores é garra, emoção, barro, sangue e coração, claro com uma pitada de sorte. Libertadores é pra gente grande.

Vamos olhar para o nosso time campeão em 2012. Nosso time era de jogadores com personalidade. Nosso time era de homens. Nosso time era de gente grande. Libertadores é contra tudo e contra todos! Corinthians Bicampeão da Libertadores! 2012 e 2016.

1.326 visualizações e 59 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Valmir Silva #3.674 @valmir.silva6 em 15/12/2015 às 07:53

Vou ser muito sincero estou vendo quase todo mundo com Libertadores é isso, é aquilo, e tals, mas vejamos no ano passado quem ganhou a Libertadores desse ano mesmo?

Foi o River não foi?

Quais eram os times mais cotados para ganhar a Libertadores no início?

Olha não quero ser do contra mas a Libertadores além de ter os caras experientes pra dar suporte aos mais novos em campo eu concordo agora que Libertadores é só pros mais velhos totalmente fora de cogitação idade nem sempre resolve, pois o nosso próprio Timão em 2012 estava travado pelo Boca dai entra um moleque pequeno, desconhecido, e tudo mais e sai cara a cara com o goleiro do boca e mete um gol daqueles um menino um tal de Romarinho e qual idade do pivete?

Por tanto Libertadores se ganha com raça e isso para o ano que vem eu sei que teremos mais raça do que nesse ano que a maioria deixou a desejar em jogos da Libertadores caras velhos sendo expulsos feito meninos de jardim da infância, cometendo faltas ignorantes perdendo a cabeça a toa tipo o nosso senhor Jadson, o outro Fabio Santos e ai são tudo nego velho com a tal experiência e fizeram o errado eu só ví os tais experientes sendo expulsos e nenhum cara mais novo, então liberta se ganha com organização, raça, bicho pros caras que vão a campo, salários em dia e claro também uma pitada de sorte

Mateus Silva #302 @mateus.silva em 15/12/2015 às 11:30

Ué, Santos ganhou com Neymar, Ganso, Montillo, Keirisson, Felipe Anderson, Alan Patrick e Rafael.

Nosso time ganhou com Cássio, Paulinho, Romarinho que nunca tinham jogado uma liberta, iam sentir pressão.

O River ganhou com Alario talismã dele, Pisculichi, Mayada, Funes Mori e nenhum tinha experiência em Libertadores.

Libertadores não precisa de experiência, e sim raça, jogadores que se entregam. E nosso time demonstrou isto este ano no Brasileiro, todo jogador se entregou, o Love por exemplo, corria 100 metros do ataque até a linha de fundo pra ajudar o lateral. O Renato Augusto que toda disputa de bola ele ganhava.

Últimas respostas

Cirio Castre #9 @tibas em 17/12/2015 às 11:11

A questão não é adestramento, passa por uma questão de educação mesmo.

Infelizmente para alguns torcedores é difícil não ultrapassar limites.

Sei que a festa é importante, mas sabe bem o que se costuma confundir festa com bagunça.

Daniel #832 @danielsccp1910 em 17/12/2015 às 10:58

" "

Sim, defendo mesmo a festa. Futebol é um esporte popular que sempre foi palco de festas e manifestações culturais. Adestrar torcedores é ir contra a essência do esporte. Quem quer simplesmente ver o jogo pode ter setores premium destinados a ele - defendo isso. Setores de numeradas, VIPs, camarotes etc. Na Arena Corinthians poderiam ter Oeste Inferior, Oeste Superior, Leste Superior para isso. Sul, Norte e Leste Inferior poderiam ter suas festas liberadas.

O diferencial do futebol é a atmosfera criada em um estádio. Na Europa cada vez mais eles pagam pau pra torcidas argentinas, marroquinas (Raja Casablanca, Wydad Casablanca), egípcias (Zamalek e Al-Ahly) e até mesmo brasileiras porque lá apesar de apaixonados pelo esporte os estádios são cemitérios.

Enfim, o debate está fugindo demais do assunto inicial. Acho que a Libertadores deve sim modernizar estádios e fornecer toda modernidade do mundo para jogadores e comissões técnicas. Mas as arquibancadas não devem ser adestradas. É o diferencial da competição e isso, inclusive, pode ser muito bem explorado do ponto de vista de marketing. Tive acesso a um plano de uma agência argentina que previa explorar isso, mas infelizmente a Conmebol tá pouco se f.odendo.

Abraços,

Publicidade

Daniel . #832 @danielsccp1910 em 17/12/2015 às 10:58

Sim, defendo mesmo a festa. Futebol é um esporte popular que sempre foi palco de festas e manifestações culturais. Adestrar torcedores é ir contra a essência do esporte. Quem quer simplesmente ver o jogo pode ter setores premium destinados a ele - defendo isso. Setores de numeradas, VIPs, camarotes etc. Na Arena Corinthians poderiam ter Oeste Inferior, Oeste Superior, Leste Superior para isso. Sul, Norte e Leste Inferior poderiam ter suas festas liberadas.

O diferencial do futebol é a atmosfera criada em um estádio. Na Europa cada vez mais eles pagam pau pra torcidas argentinas, marroquinas (Raja Casablanca, Wydad Casablanca), egípcias (Zamalek e Al-Ahly) e até mesmo brasileiras porque lá apesar de apaixonados pelo esporte os estádios são cemitérios.

Enfim, o debate está fugindo demais do assunto inicial. Acho que a Libertadores deve sim modernizar estádios e fornecer toda modernidade do mundo para jogadores e comissões técnicas. Mas as arquibancadas não devem ser adestradas. É o diferencial da competição e isso, inclusive, pode ser muito bem explorado do ponto de vista de marketing. Tive acesso a um plano de uma agência argentina que previa explorar isso, mas infelizmente a Conmebol tá pouco se f.odendo.

Abraços,

Cirio #9 @tibas em 17/12/2015 às 10:14

" "

Amigão, você cita grupos de torcedores ligados a movimentos politicos, no caso dos nazis, e ligados a ideologias.

Se falamos de futebol, é logico e claro que dentro do estádio a violência tem que ser e estar sempre controlada. Fora dele parceiro, é da cabeça de cada um, violência tem sim em todo canto, levar a conversar para esse lado é querer argumentar por horas e buscar fortificar uma razão que não existe.

Você pelo vejo prega que no estádio seja clima de micareta, com todos cantando e dançando, soltando rojão, mas esquece daqueles que também pagam ingresso e preferem ver o jogo, eu disse VER O JOGO, de boa, sentado, na moral.

Quando falamos em punir responsavél, esquece, que no Brasil pelo menos existem três codigos penais, um para politicos, outro para torcedores, e outro para pessoas comuns. Detalhe mesmas leis, mas com interpretações distintas para cada casta.

Cirio Castre #9 @tibas em 17/12/2015 às 10:14

Amigão, você cita grupos de torcedores ligados a movimentos politicos, no caso dos nazis, e ligados a ideologias.

Se falamos de futebol, é logico e claro que dentro do estádio a violência tem que ser e estar sempre controlada. Fora dele parceiro, é da cabeça de cada um, violência tem sim em todo canto, levar a conversar para esse lado é querer argumentar por horas e buscar fortificar uma razão que não existe.

Você pelo vejo prega que no estádio seja clima de micareta, com todos cantando e dançando, soltando rojão, mas esquece daqueles que também pagam ingresso e preferem ver o jogo, eu disse VER O JOGO, de boa, sentado, na moral.

Quando falamos em punir responsavél, esquece, que no Brasil pelo menos existem três codigos penais, um para politicos, outro para torcedores, e outro para pessoas comuns. Detalhe mesmas leis, mas com interpretações distintas para cada casta.

Daniel #832 @danielsccp1910 em 16/12/2015 às 11:54

" "

Discordo. Por isso que existe a velha frase: 'Brasileiro não gosta de futebol, gosta de vencer'. Só vai quando a fase é boa. O Corinthians é uma exceção, consegue manter uma média razoável. A violência não deixou de existir na Europa, muito menos na Inglaterra. Ela só não existe dentro do estádio, mas acontece fora aos montes. Só que vendem a imagem de que a violência está controlada. Na Itália eles tem sérios problemas com os torcedores Ultras, na Espanha com os Ultras neo-nazi e Ultras separatistas. Isso sem falar o leste europeu onde o pau come. Então, o que resolveu 'adestrar' e impor o comportamento dos torcedores?

Aliás, a Inglaterra adotou as medidas que citamos anteriormente depois da tragédia de Hillsborough, quando 94 pessoas morreram esmagadas nas grades das arquibancadas com a superlotação do estádio. Um relatório independente de setembro de 2012 revelou que a polícia britânica alterou provas da investigação sobre o desastre a fim de culpar os torcedores. Segundo o relatório a policia propositalmente deixou que os setores fossem superlotados. Não sou o louco da teoria da conspiração, mas por que permitiram isso? Pra justificar o que? Fica a dúvida.

Quando ocorrer violência e bagunça PUNAM os responsáveis com o rigor da lei, mas não acabem com a atmosfera e o espetáculo que só o futebol proporciona. Aqui proibiram tudo: bandeiras, faixas, sinalizadores. Proibir tudo isso é a mesma lógica que pegar a mulher traindo no sofá e vender o sofá. Repito: punam os arruaceiros, mas deixem a festa para quem quer torcer em paz.

Timoneiro Roxo #399 @antonio.hermes em 16/12/2015 às 12:06

Tem que ser jogador que não sente a pressão, não entre na catimba do adversário, principalmente dos argentinos. Os jogadores tem que ser macaco velhos, isso é ter experiência sim, mas não só a experiência da idade, mas sim de jogos duros, como clássicos.

Afinal, o Romarinho só entrou em campo naquela final, porque antes fez um jogo incrível contra a porcada, quem não se lembra daquele gol que ele dá um drible de corpo e chuta de fora da área? Isso é atitude.

Maria Das Graças #2 @gracinhado.timao em 16/12/2015 às 12:03

É nóis mano.

Marvily #671 @marvily.costa em 15/12/2015 às 22:57

" "

Rumo ao bi

Maria Das Graças #2 @gracinhado.timao em 16/12/2015 às 12:03

É citou um ótimo exemplo amigo o time de 2012 era mesmo muito aguerrido e raçudo.

Daniel . #832 @danielsccp1910 em 16/12/2015 às 11:54

Discordo. Por isso que existe a velha frase: 'Brasileiro não gosta de futebol, gosta de vencer'. Só vai quando a fase é boa. O Corinthians é uma exceção, consegue manter uma média razoável. A violência não deixou de existir na Europa, muito menos na Inglaterra. Ela só não existe dentro do estádio, mas acontece fora aos montes. Só que vendem a imagem de que a violência está controlada. Na Itália eles tem sérios problemas com os torcedores Ultras, na Espanha com os Ultras neo-nazi e Ultras separatistas. Isso sem falar o leste europeu onde o pau come. Então, o que resolveu 'adestrar' e impor o comportamento dos torcedores?

Aliás, a Inglaterra adotou as medidas que citamos anteriormente depois da tragédia de Hillsborough, quando 94 pessoas morreram esmagadas nas grades das arquibancadas com a superlotação do estádio. Um relatório independente de setembro de 2012 revelou que a polícia britânica alterou provas da investigação sobre o desastre a fim de culpar os torcedores. Segundo o relatório a policia propositalmente deixou que os setores fossem superlotados. Não sou o louco da teoria da conspiração, mas por que permitiram isso? Pra justificar o que? Fica a dúvida.

Quando ocorrer violência e bagunça PUNAM os responsáveis com o rigor da lei, mas não acabem com a atmosfera e o espetáculo que só o futebol proporciona. Aqui proibiram tudo: bandeiras, faixas, sinalizadores. Proibir tudo isso é a mesma lógica que pegar a mulher traindo no sofá e vender o sofá. Repito: punam os arruaceiros, mas deixem a festa para quem quer torcer em paz.

Cirio #9 @tibas em 16/12/2015 às 09:02

" "

Bom continuo mantendo minha opinião, acha mesmo que na Europa, os caras estão preocupados com torcedor em pé ou sentado,

Assista os jogos da Champions e verá os estádios como ficam.

Aqui no Brasil a o agravante da atual crise economica, media de publico razoável só mesmo no Brasileiro.

E quando se fala a Libertadores, com os valores cobrados, é meio difícil querer lotação, se bem no caso do SCCP lota mesmo assim.

Na inglaterra você deve ter lido, que medidas foram adotadas devido a violência, coisa alias que deveria ter sido tomada aqui faz tempo.

Isso não impede que o torcedor fique em pé e dance cante se descabele, o problema é que aqui o torcedor quer mesmo e bagunçar.

Cirio Castre #9 @tibas em 16/12/2015 às 09:02

Bom continuo mantendo minha opinião, acha mesmo que na Europa, os caras estão preocupados com torcedor em pé ou sentado,

Assista os jogos da Champions e verá os estádios como ficam.

Aqui no Brasil a o agravante da atual crise economica, media de publico razoável só mesmo no Brasileiro.

E quando se fala a Libertadores, com os valores cobrados, é meio difícil querer lotação, se bem no caso do SCCP lota mesmo assim.

Na inglaterra você deve ter lido, que medidas foram adotadas devido a violência, coisa alias que deveria ter sido tomada aqui faz tempo.

Isso não impede que o torcedor fique em pé e dance cante se descabele, o problema é que aqui o torcedor quer mesmo e bagunçar.

Daniel #832 @danielsccp1910 em 15/12/2015 às 18:08

" "

'Não se deve IMPOR comportamento nesse caso'. Em alguns países o fato de ver o jogo sentado foi imposto. Na Inglaterra por ex não existe um setor para o cara que gosta de ver de pé cantando. Só que hoje os clubes estão preocupados com a perda da atmosfera de um estádio de futebol e estão começando a pensar em setores populares novamente. O Manchester United está a frente disso.

Sobre a Libertadores ela tem um potencial enorme pra ser melhorada, mas os velhos carcomidos não têm interesse. Isso todos sabemos.

Gabriel Martins #107 @gabriel.martins6 em 16/12/2015 às 08:51

E a Copa do Brasil? Entregaram? Péssimo jogo de ida na vila

Cleidson #36 @cleidson em 16/12/2015 às 08:31

" "

Eu vejo, Eles não tinham no início do ano, mas depois, ex brasileiro desde que assumiram a pontanto 1°turno, sob toda a pressão conquistaram o título de forma grandiosa, sendo a equipe que menos tomou gols que maios fez e em cima disso a que menos falta fez e menos cartão, se isso não for contole emocional, eu não sei o que é.

Cleidson De Almeida E Sousa #36 @cleidson em 16/12/2015 às 08:31

Eu vejo, Eles não tinham no início do ano, mas depois, ex brasileiro desde que assumiram a pontanto 1°turno, sob toda a pressão conquistaram o título de forma grandiosa, sendo a equipe que menos tomou gols que maios fez e em cima disso a que menos falta fez e menos cartão, se isso não for contole emocional, eu não sei o que é.

Gabriel #107 @gabriel.martins6 em 15/12/2015 às 20:28

" "

Eu não vejo esse elenco com equilibrio emocional em 2015.. Exemplo a expulsão ridícula do Jadson contra o guarani