Saiba como juiz derrubou argumentos de Pato em processo

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Celso #2.816 @celso.eduardo.bizarr em 18/06/2015 às 19:12

Além de afirmar que tinha salários atrasados disfarçados de direitos de imagem, Pato alegou na Justiça que não poderia voltar ao Corinthians por causa de ameaças que sofreu no clube. No entanto, o juiz André Eduardo Doster Araujo, que negou a liminar pedida pelo atleta para poder assinar com outro clube, considerou a alegação inválida.

“Por fim, no que pertine às ameaças sofridas, fato é que se tratam de fatos ocorridos nos idos de 2013 e 2014, logo falta imediatidade a justificar a pretendida rescisão indireta. Ademais, são fatos cuja culpa sequer pode ser atribuída aos réus, logo, não se prestam a embasar o pleito”, diz a sentença.

Pelo menos parte das ameaças aconteceram quando o CT do clube foi invadido em 2014. Torcedores teriam dito que quebrariam as pernas do atacante. Pato foi um dos jogadores que mais reclamaram com a diretoria do vandalismo. Pouco depois, foi emprestado ao São Paulo.

Agora, após a Justiça negar a liminar, o jogador tem sido alvo de ofensas e ameaças de torcedores nas redes sociais.

Em outra parte da sentença, o juiz afirmou ser “inegável” que Pato não é credor do Corinthians e do São Paulo, se existir alguma dívida, já que os clubes pagaram os direitos de imagem atrasados. Isso porque Pato negociou seus direitos de imagem com a empresa inglesa Chaterella Investors, antes de ser funcionário corintiano. Tal fato, de acordo com a sentença, põe em xeque a cobranças feita por Pato e “sua legitimidade para postular tais pagamento nos presentes autos”.

Sobre a acusação de que o Corinthians teria cometido fraude, pagando salários como direitos de imagem, o juiz entende que a questão precisa ser examinada profundamente, algo que não cabe em um julgamento de liminar.

Para tentar ficar livre do Corinthians e do São Paulo, Pato alegou ter sondagem de outros tims. “Não há qualquer prova nos autos de que o autor possua proposta de trabalho de outro clube que justifique uma precipitada rescisão contratual com sede de análise liminar do feito”.

Pato ainda pode recorrer da decisão, tentando novamente a liminar. Se não conseguir, a primeira audiência do processo está marcada para 3 de setembro.

1.217 visualizações e 35 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Rogério Cardoso #49 @rogerackbar em 18/06/2015 às 19:41

Alguém tem dúvida de que esse cara joga sem nenhum foco no jogo ou no time?

Marciano Lima @maahras.dub em 18/06/2015 às 23:39

Não me conformo com pessoas que vão lá agredir o cara nas redes sociais;

ESQUEÇAM QUE ELE EXISTE, UMA MANIA QUE PRECISAM FICAR DANDO IBOPE PRA ESSE TIPO DE PESSOA...

Últimas respostas

Francis Mendes #119 @francis.mendes em 19/06/2015 às 11:46

Marreco, seus dias estão contados!

Publicidade

Patricia Falcao #5 @patriciafalcao em 19/06/2015 às 11:42

Só tem burro na internet? Pra que ainda tem cara que vai lá xingar a patetica?

Eduardo Matos #1.726 @edmatos em 19/06/2015 às 11:29

O pessoal tem que parar de ir até ele em rede social para fins ofensas e ameaças!

Tiago Silva #108 @ticotimao10 em 19/06/2015 às 11:16

Engraçado ver essa questão dos direitos de imagem, vejo muita gente aqui no site falando e concordo, quando paga esse direito sem descontar tantos impostos como tem na carteira assinada o direito serve, mas depois o cara vai reclamar que isso é ilícito? Muito mal caráter esse jogadorzinho de mer.da.

Fernando ... #17 @fernando.cortezzi em 19/06/2015 às 11:02

Da decisão que indeferiu a liminar NÃO cabe recurso... Esta decisão é irrecorrível no processo do trabalho... Se fosse um processo cível sim caberia recurso, mas no processo do trabalho não cabe recurso da decisão que indefere a tutela antecipada...

Agora será realizada audiência e se não houver acordo entre as partes o juiz vai proferir a sentença.

Da sentença caberá recurso ao TRT e depois até para o TST.

Fabricio Bossay Braga #2.283 @bossaybraga em 19/06/2015 às 10:58

Daqui a pouco nenhum time vai querer ele... Huashusahuash

Lucas Maciel Da Silva #6.854 @swell em 19/06/2015 às 10:56

#chupa Pato

Thiago Jorge #654 @thiagojorge em 19/06/2015 às 10:44

Patife!

Perninha de moça.

Antonio Godoi Junior #32 @junior.junior5 em 19/06/2015 às 10:00

Ele postulou um pagamento que era de um terceiro... Um erro infantil numa ação judicial...

Nilson Matheus Kawakami #201 @nilsonjp em 19/06/2015 às 04:56

Na verdade o advogado do pato é bem fraquinho, dizendo que o pagamento dos direitos de imagens via outra empresa, é um meio de fraudar os impostos, foi o mesmo que acusar o próprio cliente de sonegador e cumplice de fraude, pois quando o pato chegou ele jah estava com essa sill, que recebe em nome dele e faz o repasse Rs, com isso o pato terá doravante ter que pagar os atrazados e atualizar para 800 mil mensais o subtraendo dos impostos kkkkkkkkkkkkkkk