Corinthians sufoca Mirassol mas acaba empatando no Pacaembu

Corinthians sufoca Mirassol mas acaba empatando no Pacaembu

Por Meu Timão

Ronaldo fez um belo gol driblando o goleiro

Ronaldo fez um belo gol driblando o goleiro

O Corinthians manteve a proposta de aplicar o rodízio de jogadores. A formação escolhida desta vez por Mano apresentou sinais claros de desentrosamento. Ronaldo até teve seu momento de brilho, marcando um gol, mas o Mirassol conseguiu o empate no Pacaembu, 1 a 1.

Apático no ataque, o Mirassol contou com a colaboração do goleiro corintiano, que não interceptou a bola em jogada na área, sobrando para Ferreira marcar.

O resultado impediu o Corinthians de assumir a liderança isolada do Paulistão. A falta de entrosamento do Corinthians ficou nítida no primeiro tempo. Estreante e visivelmente fora de forma, Danilo apresentava dificuldade na movimentação das jogadas de ataque. Escudero e Tcheco evitavam avanços à área adversária, deixando Ronaldo isolado. Jogador mais veloz do ataque, Dentinho se posicionava pelo lado direito na primeira etapa.

Também em fase de recondicionamento físico, Ronaldo compensava com toques precisos, dribles em espaços curtos, se posicionando bem na área. O camisa 9 por pouco abriu o marcador aos 13 min, mas Perone tirou de cabeça em cima da linha a finalização feita pelo Fenômeno dentro da área.

Logo aos 24 min do primeiro tempo, Mano sacou Escudero, com dores musculares.

Lento no ataque, o Corinthians pouco incomodava o Mirassol. Percebendo a apatia ofensiva, Ronaldo centralizou os lances no ataque. Ele iniciou jogadas próximas à área, arriscou tabelas com Danilo e quase marcou em cobrança de falta.

Aos 44 min, a estrela de Ronaldo brilhou. O Fenômeno escapou da linha de impedimento montada pelo Mirassol em cobrança de falta. Livre, o atacante matou a bola, cortou Renê, e só não entrou com a bola dentro do gol por respeito ao adversário, lembrando os gols marcados por ele na época de Barcelona, nos anos 90.

Os jogadores do Mirassol ainda ameaçaram reclamar com a arbitragem, pedindo impedimento, que não houve. Enquanto isso, o goleiro Felipe foi mero espectador na primeira etapa.

Na segunda etapa, o Corinthians manteve a estratégia. Girava o jogo sem muita velocidade à espera de espaços na defesa do Mirassol. Aos 7 min do segundo tempo, Ronaldo novamente balançou a rede, em passe de Tcheco, mas a arbitragem assinalou impedimento, invalidando o gol.

Praticamente nulo no primeiro tempo, o Mirassol chegou ao empate em uma falha de Felipe, que não cortou saída de bola. Na sequência da jogada, Ferreira escorou de cabeça.

Mancando, Ronaldo deu lugar a Bill aos 22 min do segundo tempo. A falta de velocidade no ataque dificultava a chegada do Corinthians à área do Mirassol.

A pressão apenas foi iniciada pelo Corinthians após a expulsão do zagueiro Amarildo. O time alvinegro recorreu a cruzamentos à área, arriscando chutes de fora da área, mas todos sem direção, decepcionando os mais de 16 mil torcedores alvinegros.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel é aposta do Corinthians para triunfar em território hostil. Vale a aposta?

    Contra o Racing, Corinthians decide classificação às quartas da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Fachada do estádio, no alto, com imagens de ídolos e os anos de glórias

    Estádio do rival do Corinthians cultua e respeita a história de quem fez história pelo clube

    ver detalhes
  • Carille conduziu trabalho do Timão no estádio Presidente Perón

    Carille explica mudanças no Corinthians e pede 'jogo inteligente' por vaga

    ver detalhes
  • Jô falou com a imprensa nesta terça-feira já na Argentina

    Jô admite toque no braço, nega trapaça e abre o jogo sobre polêmica no Corinthians

    ver detalhes

O Corinthians deve continuar com o rodízio de jogadores?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes