Corinthians protesta contra perda do mando de jogo

Corinthians protesta contra perda do mando de jogo

Por Meu Timão

Mais de 10 mil ingressos já haviam sido vendidos pra partida

Mais de 10 mil ingressos já haviam sido vendidos pra partida

O Corinthians foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na noite de terça-feira, com a perda de um mando de jogo no Campeonato Brasileiro, por conta de incidentes ocorridos no clássico diante do Palmeiras, no dia 24 de outubro, no Pacaembu. Mas o advogado corintiano, João Zanforlin, disse nesta quarta que o clube pretende entrar com recurso.

Na ocasião, torcedores palmeirenses foram flagrados atirando objetos em direção a jornalistas e dirigentes corintianos. Com isso, o Palmeiras perdeu dois mandos de jogo no Brasileirão. E o Corinthians, por ter sido o mandante do clássico, o que lhe dá responsabilidade pela segurança no estádio, também foi punido no julgamento do STJD.

"Foi uma decisão absurda, equivocada, perigosa, inoportuna. Ao Corinthians não competia segurar aquela barra de ferro, aquela grade. Isso era problema da polícia, ela tinha que cuidar. Daqui pra frente vamos ter que colocar luva de boxe na mãos dos torcedores para que eles não tirem nada do chão? Que culpa a gente tem se o torcedor é mau educado e nessa hora parte para a violência?", reclamou Zanforlin, em entrevista à ESPN Brasil.

Caso a decisão do STJD não seja alterada, o Corinthians não poderá receber o Vasco no Pacaembu, em jogo marcado para o dia 28 de novembro. No entanto, a venda antecipada ingressos para essa partida já foi iniciada pela diretoria corintiana.

"Já foram vendidos mais de 10 mil ingressos para o jogo contra o Vasco. Como fazemos? Devolvemos o dinheiro? O torcedor entra com processo? É uma situação errada. Em um momento decisivo, isso favorece quem luta pelo título, tirando o Corinthians", afirmou o advogado do clube, explicando que espera apenas o momento correto, após os trâmites burocráticos, para entrar com recurso no STJD.

Antes desse jogo com o Vasco, o Corinthians joga neste sábado no Pacaembu, quando recebe o O Corinthians foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na noite de terça-feira, com a perda de um mando de jogo no Campeonato Brasileiro, por conta de incidentes ocorridos no clássico diante do Palmeiras, no dia 24 de outubro, no Pacaembu. Mas o advogado corintiano, João Zanforlin, disse nesta quarta que o clube pretende entrar com recurso.

Na ocasião, torcedores palmeirenses foram flagrados atirando objetos em direção a jornalistas e dirigentes corintianos. Com isso, o Palmeiras perdeu dois mandos de jogo no Brasileirão. E o Corinthians, por ter sido o mandante do clássico, o que lhe dá responsabilidade pela segurança no estádio, também foi punido no julgamento do STJD.

"Foi uma decisão absurda, equivocada, perigosa, inoportuna. Ao Corinthians não competia segurar aquela barra de ferro, aquela grade. Isso era problema da polícia, ela tinha que cuidar. Daqui pra frente vamos ter que colocar luva de boxe na mãos dos torcedores para que eles não tirem nada do chão? Que culpa a gente tem se o torcedor é mau educado e nessa hora parte para a violência?", reclamou Zanforlin, em entrevista à ESPN Brasil.

Caso a decisão do STJD não seja alterada, o Corinthians não poderá receber o Vasco no Pacaembu, em jogo marcado para o dia 28 de novembro. No entanto, a venda antecipada ingressos para essa partida já foi iniciada pela diretoria corintiana.

"Já foram vendidos mais de 10 mil ingressos para o jogo contra o Vasco. Como fazemos? Devolvemos o dinheiro? O torcedor entra com processo? É uma situação errada. Em um momento decisivo, isso favorece quem luta pelo título, tirando o Corinthians", afirmou o advogado do clube, explicando que espera apenas o momento correto, após os trâmites burocráticos, para entrar com recurso no STJD.

Antes desse jogo com o Vasco, o Corinthians joga neste sábado no Pacaembu, quando recebe o Cruzeiro, pela 35ª rodada do Brasileirão. Mas a punição do STJD não pode ser cumprida nesse confronto contra o time mineiro, por falta de tempo hábil, ficando mesmo para a partida do dia 28 de novembro. confronto contra o time mineiro, por falta de tempo hábil, ficando mesmo para a partida do dia 28 de novembro.

Fonte: Estadão

Veja Mais:

  • Pablo já disse mais de uma vez que quer permanecer no Corinthians

    Corinthians sobe oferta e espera sim de Pablo: 'Espero que seja suficiente'

    ver detalhes
  • Alvo do Corinthians, Roger deve ser oficializado como reforço do Internacional nos próximos dias

    Decisão de Roger não é repudiada pela diretoria do Corinthians: ‘Faz parte...’

    ver detalhes
  • Ginásio Wlamir Marques recebeu jogo 4 da final do NBB em 2017

    Corinthians faz pré-inscrição na Liga Ouro e reativa basquete após 21 anos

    ver detalhes
  • 32 mil torcedores foram ao estádio em Itaquera no último treino aberto

    Por agradecimento à Fiel, Corinthians deve abrir treino no sábado na Arena

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes