Secretário de Alckmin dá prazo ao Corinthians, mas diz que SP não perde abertura

Secretário de Alckmin dá prazo ao Corinthians, mas diz que SP não perde abertura

O Corinthians tem prazo para acertar o início da construção de seu estádio, em Itaquera, São Paulo. Uma das primeiras e mais importantes missões do novo comandante da Secretaria da Juventude, Esportes e Lazer do Estado, Jorge Roberto Pagura, é assegurar que tudo ocorra bem para a capital paulista receber a abertura da Copa do Mundo de 2014.

Em entrevista ao jornal Lance, ele afirmou que neste primeiro mês no cargo, uma das principais metas é definir a questão da abertura do Mundial e mostrou confiança. Ele ainda pleitea que São Paulo receba partidas de futebol nas Olimpíadas de 2016.

“Tive um encontro com o governador (Geraldo Alckmin) e ele quer o máximo para São Paulo na Copa do Mundo. Esse impasse tem de ser definido logo e o governador está empenhado. Hoje temos o Corinthians como realidade. Temos de confiar neles, mas haverá uma reunião para bater o martelo”, disse o secretário, ao diário.

"É uma preocupação, mas o governador vai se sentar com o presidente da CBF ainda este mês e definir o estádio. Se é o do Corinthians, vamos com ele. Se não é, vamos buscar um plano B. Mas a abertura da Copa não deixará de ser em São Paulo”, completou.

Sobre um possível plano B, Pagura afirmou que a preocupação é pequena em relação a isso e que existe uma certeza “quase absoluta” de sucesso no projeto de Itaquera.

Mais uma vez, ele deixou claro que não haverá uso de dinheiro público no estádio corintiano e que o time terá de arranjar parceiros privados para viabilizar a construção de sua arena.

“São Paulo vai dar logística, estrutura, mas não está previsto inserir dinheiro público. Isso faremos em centros olímpicos para que boa parte da população usufrua”, explicou ele.

Sobre 2016, disse que "é uma encomenda do governador e vamos pleitear" receber partidas de futebol. "Normalmente, o torneio de futebol ocorre fora da cidade-sede. Nenhum estado terá arenas modernas como São Paulo, imagine o Pacaembu modernizado, o Morumbi reformado, o estádio do Palmeiras...", concluiu.

Fonte: Folha

Enviado por: will2s

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Júnior Dutra assinou com o Corinthians até dezembro de 2019; único reforço confirmado

    Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos

    ver detalhes
  • Corinthianos foram presos por horas nas arquibancadas do Maracanã em 2016

    Impunidade após baderna flamenguista expõe exageros da polícia carioca contra Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes