Itaquera só tem a ganhar com o 'Fielzão'

Itaquera só tem a ganhar com o 'Fielzão'

As últimas notícias sobre a construção do estádio do Corinthians, a ser erguido no bairro de Itaquera, extremos leste de São Paulo, não são muito animadoras. Apesar de a Odebrecht, maior construtora da América Latina e responsável pela obra, já ter dado início a terraplanagem no terreno, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, avisou que a empresa tem até julho para reduzir em 20% a estimativa de custo para a construção ou o “Fielzão” voltará a ser apenas sonho da torcida corintiana.

E os moradores só têm motivos para comemorar: para incentivar, leia-se “garantir”, que São Paulo não fique de fora da Copa por falta de estádio, a Prefeitura e Governo do Estado anunciaram pacote de incentivo para melhorias em infraestrutura, principalmente em transportes, medida que vai se transformar em melhorias para a região e vai valorizar imóveis e terrenos. Estima-se que, desde o anúncio da escolha de Itaquera para a construção da arena, imóveis e terrenos locais tenham valorizado em 20%.

O programa Imóveis em 360 graus desta semana foi até Itaquera e visitou o canteiro de obras do possível futuro lar do Corinthians:

Fonte: Exame.com

Enviado por: Fabio Teixeira

Veja Mais:

  • Corinthians/Audax atropelou Cerro Porteño em solo paraguaio

    Mulherada do Corinthians/Audax goleia donas da casa e se classifica para final da Libertadores

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians que se prepare: reta final do Brasileirão promete altas emoções

    Fim da rodada: Corinthians mantém vantagem, mas rivais alcançam Grêmio e embolam classificação

    ver detalhes
  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Maltos brilhou diante do Grêmio, na Arena do adversário

    Goleiro defende quatro pênaltis, Corinthians bate Grêmio e avança na Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes