Rodrigo Caetano não polemiza com Andrés Sanchez

Rodrigo Caetano não polemiza com Andrés Sanchez

Por Meu Timão

Rodrigo Caetano quer arbitragem de primeira linha em jogos do Vasco

Rodrigo Caetano quer arbitragem de primeira linha em jogos do Vasco

Foto: Gabriel Andrezo

Na tabela do Campeonato Brasileiro, Vasco e Corinthians disputam palmo a palmo o título da competição. Nos bastidores, tal rivalidade também vai ganhando capítulos. Após tomar ciência das declarações do presidente do Timão, Andrés Sanches, que o citou ironicamente após reclamações contra a arbitragem, o diretor-executivo do Cruz-maltino, Rodrigo Caetano, preferiu não alimentar a polêmica.

- Até me surpreende porque o considero meu amigo. Sempre tivemos ótima relação e em nenhum momento foi citado o caso do Corintians. Seria muita falta de inteligência achar que para o Corintinans ser campeão, com o time que tem e a reestruturação que tiveram após a chegada do Andrés, precisaria de qualquer tipo de benefício para ser campeão. A única situação que falamos é que queremos o mesmo nível de arbitragem. Que os melhores apitem quem esteja na liderança. Um de primeira linha apitou o do Corinthians e, no nosso entendimento, no nosso jogo, não - declarou no hotel onde o Vasco está hospedado em Lima (PER).

Rodrigo fez questão de ressaltar que o Vasco não precisará utilizar destes artifícios para chegar ao título:

- Vamos lutar dentro do campo. Não vamos criar ambiente de que se beneficia A, B ou C. Os grandes clubes que conquistaram título não precisaram de ajuda, muito menos o Vasco. E o Vasco não quer isso, quer apenas os melhores árbitros.

MUDANÇA DE LOCAL PARA AMÉRICA-MG X CORINTHIANS

O dirigente, no entanto, aproveitou o gancho da mudança de local da partida entre América-MG e Corinthians (que passou de Sete Lagoas para Uberlândia), para lembrar sobre a vontade do clube em mandar os clássicos contra Botafogo e Flamengo em São Januário.

- Isso é normal. Não é só o América-MG que enfrenta este problema. Tem poucas opções de estádio. Agora, é mais um motivo para que ecoemos nosso pedido de clássicos em São Januario. Não adianta olhar os concorrentes se não fizermos a nossa parte. Há profissionais no América-MG e eles vão honrar a camisa, até porque ainda têm chance de sair do rebaixamento.

Nem o fato do clube mineiro ter disponibilizado 40 mil ingressos para os corintians causou estranheza ao diretor-executivo:

- Não tenho como opinar a respeito. Certamente é para fazer receita, não que isso seja determinante para o resultado. Não vejo por esse lado.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Gustavo Scarpa está negociando com o Corinthians para 2018

    Arquirrival perde força, e Corinthians volta ao páreo pela contratação de Scarpa

    ver detalhes
  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes